06 julho 2011

fiquei triste



.

Não me era especialmente simpática, não partilhava as suas ideias politicas e, para além da política, pouco ou nada sabia dela. Mas fiquei triste. Uma espécie de vazio não sei bem de quê ou onde.

8 comentários:

Pêndulo disse...

Lamento, quase sempre, a morte de um ser humano e, como é óbvio, também lamento a morte desta senhora.
Mas eu não sou mulher pobre, nunca tive de ir fazer um aborto num hospital, com condições . Se tivesse tido de o fazer nessas condições e não correndo risco de ser julgada, ou ter o útero perfurado e ir a esvaír-me em sangue por baixo a um hospital, apenas porque era pobre e não tinha dinheiro para ir a Espanha, sujeitando-me "jeitosas" e abortadeiras de vão de escada, tal como esta senhora defendeu e fez campanha nos referendos, aí, talvez não sentisse assim tanta tristeza.

Eric Blair disse...

nem mais, Pêndulo.

Fado Alexandrino disse...

Todos temos defeitos e os meus serão até do tamanho do Titanic.

O que me impressionou aqui foi a fragilidade do ser humano, hoje bem de repente um aviso que tem um par de meses pela frente.

Assusta.

Francis disse...

Era uma grande senhora, que conheci pessoalmente. Apesar de tudo aquilo que está no texto do Pêndulo, com o qual eu também concordo.

Eric Blair disse...

não era assim muito grande ...

Cristina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cristina disse...

consigo concordar com o pendulo e o Fado ao mesmo tempo???


este blog é um milagre!!! :)))))))))

Francis disse...

eric, ahahahahahahahahahahah