02 abril 2011

Tou fora.


Parem de me torturar com a porra da crise e dos 50 tsunamis que lá vêm . Que nausea. Não quero saber. Dispenso conhecer a entranhas do monstro. Divirtam-se.

Quando muito, sei que tenho que trabalhar um Sábado inteiro e parte do Domingo. E que tenho que dar comida aos peixes quando voltar.

O resto, foda-se.

3 comentários:

Fado Alexandrino disse...

Outro dia almoçava com um amigo meu numa tasquinha aqui do sítio de Massamá e começou o telejornal comigo voltado do costa para o aparelho.
A primeira notícia era sobre juros, ratings, bonds e essas merdas todas.
A segunda era que a AutoEuropa ia admitir mais 3800 empregados e preparava-se para bater recorde de produção.
Está aqui explicado como as senhoras televisões podem condicionar as pessoas.
Há aliás um filem muito interessante sobre isto, é o

They Live http://www.imdb.com/title/tt0096256/

Nota final. Sugiro juntar quatro gotas de vodka na injecção.

Anónimo disse...

Cristina,
Don´t worry BE HAPPY
(http://www.youtube.com/watch?v=d-diB65scQU)

disse...

Cristina, seja lá onde esse fora for, eu também estou aí

Já não há saco para tanta depressão colectiva