29 janeiro 2011

a terra a quem a trabalha.

ao lado da via rápida, entrada da Amadora, hoje de manhã.






3 comentários:

Melancia disse...

é um fenómeno bem engraçado de complemento da economia doméstica. honestamente neste momento não recordo do nome... estudei-o nos idos tempos de faculdade, a par das chamadas 'hortas sociais', tão características da lisnave, setnave, lnec. algumas destas hortas são fundamentais funcionando como ajuda económica, como referi, e como escape do dia-a-dia chgando a ter funções anti-depressivas!

Melancia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Álex disse...

é terra boa, que foi agrícola em temos idos de menos betão e asfalto e é isso mesmo, um complemento à economia doméstica de muita boa gente destes arrabaldes da capital; o http://photomelomanias.blogspot.com/ tem umas belas fotos de hortas urbanas