29 janeiro 2011

Black Swan


Inquietante, tenso, dramático.


Mexe com os nossos medos, talvez com o pior de todos: o de perder a razão, o medo da loucura, o medo de misturar a realidade com os nossos piores terrores, o medo da desagregação mental e física pelo meio dos tumultos e desesperos da vida. Mexe com os sonhos, os nossos e os que nos são impostos, e os nossos limites, levados ao absurdo.

O ambiente é de conflito psicológico permanente que a musica ora ajuda, ora suaviza. Ouve-se o drama , a glória, a beleza e ouve-se até, literalmente, o esforço físico.
Natalie Portman é soberba no papel.

Perturbador, sem dúvida.

3 comentários:

Fado Alexandrino disse...

Vai certamente ganhar o Oscar, devia dar metade dele à "Mãe" que a ajuda a transformar-se naquilo.

o Cassel também faz um papelão

Cristina disse...

Ola Fado

realmente impressionante. e este tipo de educação está longe de ser ficção....

grande papel! ainda não vi todos , mas este, sem dúvida merece prémios.

Álex disse...

a ver definitivamente!