03 novembro 2010

cansada


já não tenho pachorra pra isto, pra estas noites cada vez mais infindáveis. pra tanto drama. pra choros. pra gritos. pra campainhas estridentes. pra pessoas estridentes. pra sangue a jorrar por todos os orifícios possíveis . pra vómitos. pra mortos. pra vivos mais fétidos que os mortos. pra faltas de isto e daquilo. pra faltas de vergonha. foda-se. fartafartafartafartafarta....
.
quero sorrisos saudáveis em fatinhos lavados.

5 comentários:

dalloway disse...

Depois de ter passado pela nova gama TAO da Rituals, deixo-lhe um abraçinho dos meus. Tenho vestida uma camisola que diz:

"To bear...or not to bear!"

É aconselhável que se coloque numa posição confortavel mas segura para receber o meu abraçinho. Estou a avisar!

Fado Alexandrino disse...

Fiquei muito triste.
Precisamos desesperadamente que as pessoas que estavam habituadas a isso todos os dias a todas as horas continuem.
Cada vez são menos aqueles com espírito de missão.

Anónimo disse...

Companheira cristina
Eu, josef mario, devo dizer que o problema da companheira é carência afetiva. Trate de arranjar um namorado macho, viril e espada mas, ao mesmo tempo, carinhoso, inteligente e compreensivo e tudo estará resolvido. À propósito, eu, josef mario, no momento solteiro, estou desimpedido.
Muito obrigado

Francis disse...

até me espanta não teres mais momentos destes.
have faith.

Cristina disse...

Dalloway querida, ja me sinto mais reconfortada! :))

muito obrigada.

alem disso, depois de duas noites a dormir na minha propria caminha, algum do rancor, já foi...:p