07 outubro 2010

Mario Vargas Llosa acaba de ganhar o Nobel da literatura.


Confesso a surpresa e a emoção inesperada de ver premiado um autor que tenho muito presente. Mas há mais satisfação nesta atribuição: vamos seguramente passar a encontrar muito mais nas livrarias do que os habituais Travessuras da Menina Má, Conversa na Catedral e mais um ou dois. Finalmente.
.
.
Foi um senhor passo na utopia. Parabéns!

19 comentários:

dalloway disse...

Eu diria que a minha relação com Vargas Llosa é 'bipolar'. Mas antes de mais quero agradecer a sua amabilidade em disponibilizar a entrevista e acrescenar que acho a escolha da foto ge-ni-al.

É interessante que li o livro que falam nesta entrevista - "o paraiso no outra esquina"- mas não consegui acabar por exemplo, "travessuras de uma menina má", sorry.

Dos livros que li dele aquele que gostei particularmente foi um livro pequenino chamado "in praise of the stepmother". Digo o titulo em inglês porque li-o em ingles e não faço ideia como se chama em português. Foi uma agradável surpresa até porque eu não sabia o que me esperava. Lembro-me te-lo comprado porque ia de viagem e queria ler até porque o livro que tinha levado para acompanhar-me naquele "periplo" já o tinha lido.

Deste livo de bolso lembro-me que na capa estava escrito "erotic and very funny" - Observer.

A minha mente é muito preversa :)

dalloway disse...

By the way....ouço "miao song". É tão mas tão mas tão... que ficava aqui até amanhã.

Depois da sua explicação acerca das músicas fiquei a perceber que a malta lambuzar-se às suas custas :)

...e agora canta Buika. Ele há coisas!

Perdon Señor Llosa :))

HRP FASTER! disse...

Esse reacionário e direitista?
Um homem que renegou seu povo para proteger sua elite colonial, espanhola( branca e arrogante!) e concentradora de renda, protegendo os capitalistas selvagens e exploradores do trabalho, minimamente remunerado, e sem quaisquer direitos trabalhistas , fruto de uma legislação podre e suja!
Europeus ...não se enganem!

Cristina disse...

Dalloway

sabe? o "travessuras da menina má" acompanhou-me toda a viagem à China. gostei muitissimo, e acho que o autor dissecou de forma cruel de tão transparente a forma como gostar de alguém nos pode despojar de rigorosamente tudo: da matéria até à alma e à dignidade.

já tinha tido esta sensação com outro livro mas não me lembro qual, raios.

Cristina disse...

HRP
Llosa é vitima do mesmo drama de Saramago: não ser separado das suas opções políticas.

Tempo, demos-lhe tempo. E é engraçado que, para nós, isso é mais evidente com Saramago. Para vós, será talvez ao contrário. Pela proximidade, quero dizer.

Cristina disse...

ahh, agora o comentário maldoso: Llosa pode finalmente começar a curar a ulcera causada pelo Nobel de Gabriel Garcia Marquez. :))

(de quem eu gosto acima de todos os latinamericanos ;))

dalloway disse...

Depois do seu comentário acerca de "travessuras da menina má" sou levada a repensar numa possivel aproximação ao livro e digo isto sem qualquer tipo de problema até porque a Cristina foi a responsável por eu ter lido " o amor nos tempos de colera".

Se eu conseguir dar mais uma chance ao livro e lê-lo na integra, a Cristina será a primeira a saber. Gostei da forma como apresentou "travessuras da menina má". Não me lembro do que li e por isso não tenho opinião do pouco que li, só sei que não estava permeável a Llosa. Nada como renovar o olhar através do seu sentir. "Só" por isso obrigada.

A sua maldade "gástrica" é deliciosa. Que mazinha :))

HRP FASTER! disse...

Saramago a seu modo radical queria o bem dos trabalhadores e do povo pobre, sua luta valeu mais para países como o meu(Brasil) e tantos outros ainda sobre a influencia de 04 séculos de colonialismo e sobre efeito ainda de elites capitalistas mediocres sujeitadas ao comando dos EUA e grandes grupos economicos europeus e japoneses.
É dificil para um terceiro mundista como eu,gostar de um escritor tão insensivel aos males da exploração do homem pelo homem com ele.
"Quem não o conheçe que o compre!"

Cristina disse...

HPR

quantos seculos ja passaram depois dos 4 seculos de colonialismo? há que fazer, meu caro. está nas vossas mãos.


em relação ao Llosa, penso que é uma grande injustiça para um escritor ter que conviver com a sua obra e a sua vida ao mesmo tempo. a vantagem dos mortos é que ja ninguem quer saber da sua conduta pessoal. fixamo-nos na obra, que é o que está. a não ser... que estejamos a falar de panfletos politicos, que não me parece que seja o caso dos livros de Llosa.

:)

Cristina disse...

Dalloway querida

terei todo o prazer nessa conversa sobre a "menina má" e o "borra-botas" :))

HRP FASTER! disse...

Há crimes que não não perdoáveis, há dores que são intoleráveis, e há cicatrizes que, as vezes, deixam irremediáveis sequelas.
A escravidão, a subserviencia dos governantes locais e os tentáculos dos mesmos antigos colonizadores e seus patrocinadores(caso de Portugal e seu títere de séculos ,Inglaterra!)deixaram correntes nos pés de muitos países, e só agora nós como a china e India começamos a respirar novos ares de liberdade e expressão.
Europa e EUA, em declinio lento e gradual, terão que conviver com esses novos atores , não sei por quanto tempo ,visto que EUA e seus amigos não dão sinais de que permitirão que esses novos atores rivalizem com eles no cenário mundial.
E quanto a Vargas....seu tempo como presidente é a boa medida de seus predicados.......um tempo pífio e mediocre na grande mediocridade dos governantes peruanos!

Cristina disse...

HRP

as dores passam mais depressa se as fizermos passar. há quem levante e há quem se lastime e deite as culpas nos outros uma vida inteira. você sabe que é assim.

alias, a sua ultima frase é elucidativa:
"um tempo pífio e mediocre na grande mediocridade dos governantes peruanos"

não são só os peruanos, pois não? quem, na américa do sul, tem governantes que valham a pena, que façam a diferença no desenvolvimento do pais, que coloquem o país no mundo como fizeram os chineses?

enfim, há realidades que não gostariamos de admitir, mas não deixam de estar lá por isso. a Europa já lida com as suas asneiras sem complexos (seculos de experiencia) a america latina não de forma alguma, nem bem nem mal. não lida. e o não admitir, é meio caminho para não tratar. como você sabe.

HRP FASTER! disse...

Por mais que alguém estrangeiro diga que conheçe outro país como por ex. voce em relação ao Brasil......Nos votamos em eleições muito antes que por ex. os portugueses.
Sempre o povo teve a consciencia de sua situação e de sua condição.
O fato é que em relação a desenvolvimento, hoje aqui temos alguém que olha para as pessoas pobres como pessoas e não como instrumentos para gerar a riqueza de alguns.
Ditadura por ditadura passamos por algumas no séc passado, como voces, mas a questão para que houvesse aquele impulso desenvolvimentista verdadeiro e com inclusão social, é que éramos um quintal dos EUA e no caso de voces, um país subdesenvolvido e recem saido da ditadura , mas que era necessário ser desenvolvido para não tornar-se porta para problemas futuros na formação das bases de uma comunidade economica sólida.
O Brasil é um tanto diferente dos países de lingua espanhola aqui na america latina e do sul.Nós votamos em urnas eletronicas, fabricamos 04 milhões de veiculos, somos o segundo maior produtor de soja, depois da china o país que mais compra celulares, percentualmente, e ao mesmo tempo temos uma tremenda dificuldade em criar um bom sistema educacional e de saúde básica.

Não é por elitismo ou pré conceito que julgo o meu país diferente do resto da AM, mas porque somos diferentes mesmo.Viu nossa ultima eleição?
Foi quase que um ato rotineiro,mecanico, sem sobressaltos ou polemicas quanto a legitimidade do processo.
Mas o fato é que as forças capitalistas de fora, não se sentem contentes com um país que ousa conversar com o Irã, e que reconhece que ele é um país e não um monstro!
Já pensou se Portugal se recusasse a negociar com o Brasil de Geisel ou João Figueredo? Retirasse seu embaixador e fechasse consulados?
Quem falaria pelo portugueses residentes em tão grande número por aqui?
Agora veja se entende......há países que foram "deixados" "crescer e florir"!
E outros não!
Não é só uma questão de querer!
Abs. e até mais.

Cristina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cristina disse...

cresçam HPR!, ninguem impede.

por mim, se conseguirem acabar com a realidade mostrada em "cidade de deus" e cidade dos homens", se conseguirem acabar com as pretas a fazer papel de empregadas nas novelas, se conseguirem travar a fluxo de emigração para Portugal fugindo da fome, e que continua, por mim já está de bom tamanho.

sabe o mais engraçado? eu não conheço o Brasil. Falo pela boca desses milhares de brasileiros que por aqui estão em todo o lado: lojas, restaurantes, bares, serviços publico, casas particulares, etc, etc. aos milhares, como lhe disse. eu conheço e contacto com muitos. falar do Brasil, é inevitavel. ou melhor, ouvir o que têm a dizer. por que acha que eles trocam um pais florescente por outro decadente? masoquismo? eu já perguntei varias vezes e sei a resposta. mas não vou defender Portugal. Não preciso, né?

boa sorte HRP. mesmo. e volte. :)

Cristina disse...

HRP

olha só que curioso:
"A atribuição do Nobel a Mário Vargas Llosa, anunciada na quinta feira em Estocolmo, é notícia de primeira página no jornal China Daily, que descreve aquele escritor peruano como "um dos mais aclamados autores mundiais de língua espanhola".


gostaram, ein?

HRP SOFT disse...

O gozado é perceber quantos portugueses vivem por aqui......
Mas a minha analise deve ter mexido um pouco com a razão da turma do outro lado do mundo!
Eu não disse que isso aqui era uma maravilha mas ,hoje, longe da estagnação estamos crescendo de forma regular....poucos podem isso hoje em dia.
Mas tá.....quando aquela invasão de dentistas tomou o Portugal todo.logo veio a reação xenofobica........curioso não?
Quanto a cidade de Deus e negras na cozinha, são velhos problemas rscistas fruto da influencia ocidental e seus pecados visguentos trazidos a nós por colonizadores com seus hábitos sujos e amorais, sem falar do bombardeio da midia e seus lemas da sociedade consumista ocidenta , but...... mas, e os portugueses falando de racismo? , é no minimo piada....
Por aqui os povos conhecidos como os mais racistas são os espanhóis e portugueses!
Não vos pertubarei mais.....adios!
E em falando de justiça social, guetos, miséria(da qual não devemos ter vergonha) veja só esse endereço:
http://www.afroreggae.org.br/

Cristina disse...

HRP

uma invasão de dentistas??? não diga! saindo de um país maravilhoso e em crescimento para um pais decrepito? nossa....porquê???????????????????

meu querido, o que você vê aqui de racismo comparado com o que contam os proprios brasileiros do Brasil, nem brinque...olhe só uma coisa que todos os portugueses reparam quando vão aí a congressos é: não ha negros nesses congressos. espantoso não? num pais onde andando pela rua a maioria tem pele muito mais para negro que para branco...
por aqui, nos atendimentos das urgencias, ha mais negros que brancos. de longe. tal como na Inglaterra, ha mais indianos que ingleses.
claro que para si, obviamente, no Brasil é igual: oportunidades iguais.

de qualquer modo, só para tirar duvidas, pergunte a um negro que tenha vivido em qualquer lugar da Europa, incluindo Portugal, onde é que ele sentiu mais o racismo: no Brasil, ou na Europa? é que eu ja perguntei sabe?? muitas vezes. e também sei a resposta...:))

esta discussão é uma piada, realmente. você falando do país maravilha que eu não oiço nenhum brasileiro aqui confirmar. nem eu nem ninguem. e continuam a vir mais. estranho, não?

aliás... eu também leio blogs brasileiros, como você sabe. e leio, com os meus prorpios olhos,não invento, o que vocês escrevem do prórpio país. meu caro, lendo tudo, ninguem ficaria com a ideia de um pais maravilha, né não?


e continuo a não precisar de vir para aqui defender Portugal. os seus conterraneos falam por mim.tenho um que costuma dizer: "ces protestam de barriga cheia". e é.

beijos

HRP as 21:16 hrs de sábado, um tanto deserto!" disse...

Desculpe-me,,,,,,mas portugal não é experiencia valida para analizar os problemas do Brasil.......essa gente migrante hoje em Portugal é fruto do passado recente OK, mas passado.......
Já a constatação da decadencia, do racismo e da estagnação , não há argumentos que os desmintam....abs novamente.
Somos o futuro e a Europa um ente que procura seu lugar num futuro altamente incerto para uma sociedade engessada pelos ódios, preconceitos e velhas tradições....invadida agora por gente educada em regimes e religiões ultrapassadas pelo verdadeiro amor de Deus aos homens.....Islã e europa decrepitos!
Chiiiiiiiiiiiiiiii!!!!!