02 maio 2010

Justiça à portuguesa e de bónus a saída para a crise.

A coisa está má, actividade económica e o caraças, não se pode parar o país, não é? E para mais o lugar de um homem é em casa, não é por aí, sabe Deus com que más companhias.

Vendia droga em casa e fica em domiciliária

Depois de ter recebido inúmeras queixas sobre a presença de toxicodependentes à porta da habitação do homem, a GNR de Guimarães voltou a deter o indivíduo


Nota pessoal: Já era mais do que altura de ser o Estado a vender essas substâncias e acabar com o défice à custa dos ganzados do mundo inteiro que cá viriam passar férias. Mandáva-mos contentores de Magalhães ao Evo Morales e ele pagava em coca. Acabava 90% do tráfico e assaltos relacionados além de diminuir o número de novos dependentes.

1 comentário:

raisuna adimar disse...

é justo numa altura de crise
não se deve destruir o emprego dos que indo ó têm