18 fevereiro 2010

do mal o menos....


que a política leve impossibilitados de fazer algo que preste noutras áreas, e também na política, ainda vá...mas este senhor.... porque não se deixa estar no lugarzinho dele, a cumprir as suas respeitáveis funções e a fazer aquilo que sabe fazer?
.
a sedução do poder é uma coisa espantosa... libidinosa, manhosa. Porém, transparente. Asssustadoramente transparente.
Talvez caiba aqui um aviso: Cuidado, que a incidência alarmante de palanques a desmoronar, ultimamente, não deixa dúvidas sobre o excesso de carga que assola o meio político.

1 comentário:

Ulysses disse...

Pois, pode ser de facto sedução ao poder, mas penso que será mais do que isso. Apostaria mais numa estratégia das mentes insondáveis e transcendentais do PS, a jogar o seu peão numa jogada típica de dividir para reinar. Ou seja, colocar em jogo uma "marioneta" como peão, para dividir ainda mais o eleitorado, apostando seriamente na vitória do actual presidente.
Está mais que visto que não interessa ao JS o MA para PR. A combinação JS e CS funciona muito bem e garante na mente insondável e transcendente de JS o sucesso que pretende.