24 janeiro 2010



O Olga Cadaval está cada vez mais a tornar-se num verdadeiro Centro Cultural, num ponto de encontro incontornavel da zona de Sintra, e num lugar de referência por onde passam os melhores espectáculos no nosso país. A par da modernidade, conserva a aura de glamour das salas de espectáculos das cidades de província onde a assistencia chega com calma, velhos conhecidos que se cumprimentam, o traje escolhido, a tranquilidade de dois dedos de conversa antes de começar.
Ao meu lado,um grupo de senhoras conversavam sobre a obra de Eça de Queirós, que os ciclos regulares de cinema iriam começar com "O Mistério da Estrada de Sintra", pois claro.
A apresentação esteve a cargo de um responsável do Centro e do realizador Jorge Paixão da Costa.
Começou sem pressas e teve intervalo para café, evidentemente. Chique, mesmo.
Aqui, a 5 minutos de casa. Sorte a minha.
.
.
ps- dia 29 há Rodrigo Leão, e a 5 de Fev. Tindersticks.

8 comentários:

dalloway disse...

(a foto é tããão bonita!)

Fiquei com vontade de estar nesse ambiente acolhedor. Não fazia ideia.

Sorte a sua Cristina.

Pêndulo disse...

Metes-me um nojooooo!!!!

(isto é só inveja-adorava ouvir um grupo de senhoras de idade a conversarem sobre a obra do Eça e a fazerem comparações com a vida dos genros e noras)

Cristina disse...

:)))

pendulo, podes sempre vir viver para o conselho..:p


Dalloway

tem que conhecer. eu até sei que está por perto. :)

beijos

Fado Alexandrino disse...

Rodrigo Leão vai ser um grande momento mas a trinta euros não obrigado.
Já agora um site que não dá a mínima explicação sobre onde é, como chegar e claro que já seria pedir muito as coordenadas para GPS.
Em Portugal a maioria dos sites institucionais estão na Idade da Pedra.

Cristina disse...

R L, acho que já não ha lugares.

já lá foste alguma vez, Fado??

Fado Alexandrino disse...

Não, em Sintra só visitei o Museu do Berardo.

Fado Alexandrino disse...

Já agora mais uma coisa, do que tenho visto nas revistas do social, uma grande parte da assistência são convidados e daí o preço dos outros ser 30 euros.
Já agora para ouvir a Orquestra Sinfónica de Londres com Maria João Pires e Sir John Eliot Gardiner há bilhetes de 20 a 60 euros no Coliseu, amanhã.

dalloway disse...

Ena que isto aqui é melhor que a agenda cultural :)

Tenho mesmo que conhecer o espaço Cristina. Quando vou para esses lados é porque vou visitar o "world press cartoon"