02 dezembro 2009

já não sei bem a que propósito,

deparei-me com um testemunho de alguém que, após uma hemorragia cerebral encontrou uma forma lúdica e caseira de potenciar a sua reabilitação: utilizando a consola Wii, da Nintendo. Fiquei espantada e ao mesmo tempo maravilhada com a potencialidade da coisa. De facto, procurando um pouco não é uma aplicação completamente nova, apenas desconhecida da maioria.
A ideia de usar a consola da Nintendo no tratamento de doentes com deficiências físicas veio de um hospital especializado em reabilitação em Alberta, no Canadá, que começou a utilizar a Wii em fisioterapia.

Robbie Winget, terapeuta ocupacional no Dood Hall, brincado com a Wii na casa de um amigo, ficou convencido que o aparelho poderia ajudar alguns doentes a reconquistar o equilíbrio, coordenação, resistência e força muscular no tronco e nas pernas. "Achei muito bom o facto de usar o corpo para controlar o movimento no ecran", disse Winget (acrescentou que a Nintendo não tinha cedido o aparelho ao hospital -já agora, nem a mim!-). A partir daí, vem utilizando a Wii deste 2007 para ajudar pessoas na recuperação de acidentes vasculares cerebrais, lesões na coluna ou no cérebro. .
Os doentes usam também a consola conectada à Web para obter outras informações, o que ajuda nas funções cognitivas. Todos os doentes do Dodd Hall em geral realizam três horas diárias de fisioterapia e trabalham com a Wii por cerca de 30 minutos ao dia, dois ou três dias por semana.
Entretanto, o jogo está a ser incorporado ao arsenal de recursos de reabilitação oferecidos por vários centros médicos americanos e europeus. A justificação para a escolha, segundo os especialistas, é que a Wii, manuseada com controle sem fios, exige que os jogadores executem movimentos semelhantes aos praticados nas sessões de fisioterapia. Há, assim, um fortalecimento da musculatura, maior facilidade para recuperar movimentos, estímulo da actividade cerebral e aumento da capacidade de concentração e de equilíbrio.

O sucesso da Wii e de outros jogos como instrumentos de reabilitação instigou a curiosidade científica. Hoje, uma das descobertas a respeito dos seus efeitos é a de que, a partir dos desafios por eles criados, há uma extraordinária estimulação cerebral que ajuda a "reactivar" áreas lesadas. “Este é um dos motivos pelos quais eles têm feito a diferença nos tratamentos”, afirma a fisiatra Linamara Rizzo Battistella, directora da Divisão de Medicina de Reabilitação do Hospital das Clínicas, em São Paulo.
Os resultados são tão favoráveis que as empresas do sector começam a investir em novas tecnologias com o objectivo de criar jogos que ofereçam mais do que diversão. A Nintendo e a Playstation já prometeram que lançarão jogos desenhados especialmente para serem utilizados em sessões de reabilitação.

A WIIREABILITAÇÃO já está a ser utilizada em países como o Canadá há anos.


“Um estudo realizado no Canadá com 20 doentes vítimas de acidente vascular cerebral, mostrou o potencial da utilização da Wii na reabilitação. A pesquisa revelou que os 10 doentes que fizeram tratamento convencional e mais 20 sessões de terapia com realidade virtual obtiveram mais benefícios funcionais para os membros superiores, quando comparados com outro grupo de 10 pessoas que realizou apenas a Fisioterapia convencional.”
.
Excelentes notícias. Pelo potencial, pela facilidade de utilização sem sair de casa e por representar uma forma de voltar a juntar os momentos lúdicos de velhos e novos. Já imaginaram a criança em disputa com a avó hemiparética? :))

8 comentários:

Piotr Kropotkine disse...

fónix ...nos próximos dias tenho de me por a pau com os meus filhos a verem a net ....se descobrem esta é que tenho de comprar isto......

Desinformador disse...

já encontrei espaços de relax em aeroportos para viajantes com a wii a ensinar-te exercicios para descomprimir de várias horas dentro de um avião.
imagino que sejam espáços temporários, patrocinados pela Nintendo, mas a ideia de fazer exercicios com a wii e a wii fit, que te corrije as posições e com mais uma série de funcionalidades é muito interessante!!!

Vale pela interactividade que proporciona!!!

dalloway disse...

Adorei o post.
Já me tinha apercebido que a wii tem um número cada vez maior de utilizadores mas longe de imaginar que poderia ser utilizada como forma de potenciar a reabilitação. Quanto mais avançava na leitura do post mais espantada e encatada ficava.
Estou encantada com isto!

A sua frase final é simplesmente deliciosa

"Já imaginaram a criança em disputa com a avó hemiparética?"

Pêndulo disse...

Eu tenho a Wii e só aponto um defeito-gasta-se muito em pilhas pois os comandos não têm fios. Felizmente há as recarregáveis.
Ontem um amigo veio cá experimentar para oferecer ao filho. Saiu com a camisa empapada de suor e a certeza de ir comprar apesar de já ter a Playstation.

Recomendo vivamente para todas as idades e realmente promove o equilíbrio, agilidade, etc.

Ana disse...

Ora aqui está uma rica ideia, sim senhor!!!

Fado Alexandrino disse...

Cada vez que leio coisas como esta só me lembro dos milhões que o estado espatifa em inutilidades quando com tostões podia fazer tanto.

francis disse...

cristina, nenhum dos mails que tenho teus funciona, gostava de te enviar um a propósito deste post.

obrigado.

Cristina disse...

francis

tens razão, os mails net cabo são uma merda....ja la esta o gmail.

beijos