09 novembro 2009

atenção enfermeiras portuguesas: Arábia Saudita é o destino.



Centenas de mulheres em falta na Arábia Saudita

Riade apenas quer enfermeiras, contratando centenas no momento. E os hospitais gostaram da formação das portuguesas.
A Professional Connections (Pro-fco) está neste momento a recrutar em Portugal para hospitais londrinos e da Arábia Saudita. Em Riade, por exemplo, o maior hospital está a lidar com uma enorme falta de enfermeiras, já que só elas podem tratar mulheres e crianças.
De acordo com a gestora, Ann Griffin, o objectivo é incrementar a quota de profissionais da Europa Ocidental, de 10% para 30% ou 40%. Há interesse em recrutar enfermeiros especializados e a espera é maior para os generalistas.

"Por enquanto temos já vistos aprovados para este hospital, mas há outros interessados em contratar portugueses. Temos cinco a trabalhar connosco". Embora ainda haja pouca informação, Ann Griffin garante que os hospitais de Londres estão mais disponíveis para recrutar em Portugal.
No caso da Arábia Saudita, o recrutamento começou em Março. "Primeiro quiseram recrutar três enfermeiros para ver as capacidades e formação. Gostaram muito e quiseram contratar. De tal forma que os responsáveis do hospital querem deslocar-se a Portugal de propósito (o que é inédito) a 26 e 27 deste mês.

Sem comentários: