20 outubro 2009

em dia da Osteoporose,


Vale a pena relembrar um post de 2005 . Afinal, a osteoporose atinge entre 700 mil e 800 mil portugueses, sendo a maioria mulheres, segundo uma estimativa da Associação Nacional Contra a Osteoporose (APOROS), que alerta também, para o aumento do número de fracturas em consequência da doença.
.
A osteoporose é uma doença óssea metabólica que resulta da carência de cálcio nos ossos. Ocorre uma redução da quantidade de osso (massa óssea) e, portanto, há deterioração da sua qualidade. Estes ficam cada vez mais porosos e, após alguns anos, estão suficientemente frágeis para se fracturarem com facilidade.
Existem vários factores de risco, podendo nalguns deles haver uma intervenção directa da população.

Genéticos e Ginecológicos
(sem intervenção possível do doente,mas é bom saber que aumentam o risco)
Raça branca ou asiática
História familiar
Baixa estatura
Massa muscular pouco desenvolvida
Menopausa precoce sem reposição hormonal
Primeira menstruação tardia
Retirada cirúrgica de ovários sem reposição hormonal

Estilo de vida (onde verdadeiramente qualquer indivíduo tem parte activa)
Baixa ingesta de cálcio
Sedentarismo
Exercício excessivo levando a amenorréia (ausência de menstruação)
Pouca exposição solar
Nuliparidade
Tabagismo
Alcoolismo
Dieta vegetariana
Alta ingesta de cafeína permanentemente


É este segundo grupo que está na vontade de cada um alterar, a partir dos seus hábitos de vida.
Parece-me ainda importante realçar que o estímulo mais eficaz para a calcificação óssea é A CARGA, ou seja o exercício, que pode passar simplesmente uma caminhada diária. Fundamental.

Sem comentários: