31 outubro 2009

Em defesa de um ditador fossilizado

Esclareça-se, antes de mais, que Fidel foi e é um ditador de quem se espera o pior. Não é dos que mais me preocupa até porque se não fosse ele não teríamos médicos cubanos a suprir as nossas carências, bem como os há muito mais sanguinários.
Todavia o "i", jornal que muitos apontam como tendo encarnado a independência perdida do Público, não precisava de inventar. Foi, para mim, uma enorme decepção. Veja-se a notícia e as citações "cirúrgicas" que usaram para construir uma "notícia". Assim não. Não é preciso fabricar declarações. As reais são suficientemente más.
"Fidel acusa Obama de levar gripe A para Cuba"
(...)Segundo o líder cubano, "o mais estranho é que Obama autorizou um maior número de pessoas a viajarem para Cuba mas continua a proibir a compra de equipamentos e medicamentos nos Estados Unidos para combate à epidemia"


Agora vejamos o texto original de Fidel. É longo, como é hábito. por isso coloca apenas a parte citada pelo i na sua versão completa.
Se produjo así el extraño caso de que Estados Unidos, por un lado, autorizó los viajes del mayor número de personas portadores del virus y, por otro, prohíbe la adquisición de equipos y medicamentos para combatir la epidemia. No pienso, desde luego, que esa haya sido la intención del gobierno de Estados Unidos, pero es la realidad que resulta del absurdo y vergonzoso bloqueo impuesto a nuestro pueblo.

Faz-nos pensar sobre como é fácil manipularem-nos. Felizmente temos a Internet, aqui, em Cuba só alguns têm.
E assim "morreu" mais um jornal.

Adenda: Verifiquei agora que o texto é da Agência Lusa. Curiosamente ontem, em conversa com um amigo jornalista, falou-se de um outro amigo de juventude que não vejo há mais de 15 anos. Era, na juventude e início da vida adulta, um rebelde contestatário. Também enveredou pelo jornalismo. Nas palavras que ouvi ontem tornou-se um carreirista, ao ponto de ter incitado uma greve e depois ter ido trabalhar, suspeita-se que foi para separar as águas. Agora está na Lusa.

4 comentários:

Sofia Loureiro dos Santos disse...

Obrigada, Cristina. Eu fui uma das manipuladas.

ecila disse...

Muito obrigada pelo esclarecimento. Viva a internet :)

Desinformador disse...

Sinceramente, os jornais diários portugueses servem para ler as páginas deportivas, e pouco mais... isto porque não tenho paciência para o Record e a Bola!

De resto, fico-me pela net!

Miguel disse...

Bem, este poste fala, no fundo, da vida como ela é hoje...

Não percebo a admiração!!!

Cumprimentos,