28 setembro 2009

pois é, meu povo.


F. Louçã parece-me sempre um padre a falar e a prometer o paraíso que um dia há-de conhecer mas que, convenientemente, não há-de voltar pra contar foi.....como dizem naquele anúncio, "isso até eu fazia".

9 comentários:

Eric Blair disse...

podes sempre votar no cds, ou até mesmo no pp

Pedro disse...

Pensava ser só eu a achá-lo com ar de padreca! Mas eu não diria melhor.

francis disse...

eu que pensava que ele se queria constituir como alternativa ao poder, mas como já veio dizer que não faz alianças afinal só quer brincar aos deputados...
temos pena, mas verdade é que depois se descobria o bluff.

Anónimo disse...

Mas qual alternativa se ele nem faz as contas (onde vai buscar a massa) àquilo que propõe para ficarmos a saber como vai resolver os graves problemas do país?

Só se lhe pedirmos os lucros dos PPrs...

Pois é, agora é tarde para quem votou nele.

Para a próxima cuidem-se.

Eric Blair disse...

se vocês tivessem votado nele, talvez o forçassem a formar governo ...
Podeis sempre comprar um submarino, que fica bem em qualquer sala de jantar.

Cristina disse...

Blair

eu não arriscaria ver o Bloco no Governo. daqueles deputados todos quem é que imaginarias em que ministérios?

convenhamos.

Cristina disse...

Blair

eu não arriscaria ver o Bloco no Governo. primeiro: é um partido sem qualquer implantação. Alguém dizia que é um balão cheio de ar e não deixa de ser verdade.
O PC, pelo menos, tem implantação em câmaras, sindicatos, estão no terreno. já sabes como funciona e o que os move.

agora o Bloco...daqueles deputados todos quem é que imaginarias em que ministérios?
outros? quem? deram algumas indicações?
convenhamos.....é um tiro no escuro, ou, se quiseres, em malta que até agora, de facto, não tem mais que conversa.

Eric Blair disse...

Não imagino nada, cara amiga, era o que faltava. Tenho mais em que ocupar o meu tempo, e nem sequer te disse que votei no padreco. O que acho é que a argumentação que repescaste para o teu blog é fraca e adaptável a outras forças.
Vê lá bem que ele até é culpado de não ter deputados suficientes para se coligar em maioria com o ps.
Que o gajo é padreco, é; que se acha eticamente acima de tudo o que o rodeia, sim; que meteu nojo a conversa à volta da Amaral Dias, sim.
Já agora, até imaginava o Semedo no ministério que te diz respeito.
Hasta

do teu post

Cristina disse...

Blair

era essa a ideia, não tanto da minha argumentação, que não existe, mas da deles...:))