20 setembro 2009

observatorium


“Creio que poderia transformar-me e viver com os animais. Eles são tão calmos e donos de si, detenho-me para contemplá-los sem parar. Não se atarantam nem se queixam da própria sorte, não passam a noite em claro, remoendo as suas culpas, nem me aborrecem falando de suas obrigações para com Deus. Nenhum deles se mostra insatisfeito, nenhum deles se acha dominado pela mania de possuir coisas. Nenhum deles fica de joelho diante de outro, nem diante da recordação de outros da mesma espécie que viveram há milhares de anos. Nenhum deles é respeitável ou desgraçado em todo o mundo.”
Walt Whitman
.

Observo a placidez do lago e fico fascinada com a simplicidade das coisas. Eles movem-se languidamente, brincam, agitam-se, para depois voltar à serenidade habitual. O mundo deles é simples e eu admiro isso. A vida precisa de ser simples. Prezo isso acima de tudo e só deus sabe o quão difícil é. Muito mais difícil que deixar-se levar por lutas, agitações e guerras insanas. De vez em quando, sinto-me incompetente nesse objectivo, sinto que me foge das mãos, mas essa é a luta que neste momento me move.
Não tenho medo da rotina. Gosto da calmaria do dia-a-dia, de contemplar o burburinho das ruas, de observar os olhares e os gestos, de ficar horas a observar os peixes no lago ou o movimento das nuvens na serra, gosto de ler, de comunicar, de estar com quem amo. Gosto da paz que os peixinhos vermelhos me trazem e da sua vida simples. Sábia vida, essa.

6 comentários:

Pêndulo disse...

Eu é mais piranhas.


Já tive peixinhos vermelhos mas as piranhas comeram-nos. É o que acontece aos peixinhos vermelhos.

Fado Alexandrino disse...

Acho que os peixinhos vermelhos também gostariam de estar sentados num sofá, roendo uma minhoca e vendo outros peixinhos vermelhos, mais pequeninos, a nadarem num aquário.

dalloway disse...

Como a compreendo Cristina!

dalloway disse...

* reparo que mudou de banner

Cristina disse...

Fado

já experimentei por um no sofá mas morreu. acho que não gostou da programação...

Cristina disse...

dallaway

eu sei querida. punha as mãos no lume :))

o banner é o de Outono. adoro. estes ultimos dias têm sido lindos.