04 setembro 2009

bem...


fazendo um zapping pelos vários debates a decorrer sobre esse verdadeiro tsunami que foi o fim do jornal nacional apresentado por uma jornalista de que ninguém gostava -na forma e no conteúdo- mas que aparentemente toda a gente via, o mais hilariante é observar a sofreguidão cega (porque só pode ser cega!) com que as oposições colaram o PS ao acontecimento num vazio de alternativas que até dói, e a súbita estima que o PS acaba por nutrir pela mulher. É de chorar a rir.


No meio disto tudo, o que para mim fica (e.x.t.r.a)ordinariamente claro, é que entre ambos os partidos, nas próximas eleições, felizmente só um pode ganhar. E queira deus que não tenham de se juntar...

1 comentário:

Anónimo disse...

Parece que metia mais medo do que o Ministério Público e investigava a outro ritmo. Era uma espécie de jornalismo TGV. A ajuda veio de Castela e nem a táctica do quadrado lhe valeu.
Pedro C.