09 agosto 2009

melhor é possível

Catherine Deneuve. Bastidores de Hôtel des Amériques, de André Téchiné, 1981

8:oo

inicia-se a jornada de trabalho por tempo ainda não exactamente determinado.
.
Fartinha, já. Melhor, é fazer como os presidiários: não contar o que está pra vir....

7 comentários:

Fado Alexandrino disse...

No fim da jorna de trabalho pode ser que consigas dizer "ajudei a salvar uma vida".
Quem é que consegue dizer isso nos empregos "normais"?

dalloway disse...

Fiquei sem perceber se a xotora quer ser estrela de cinema, francesa ou ir ao cabeleireiro!

Cristina disse...

a segunda basta.me Dalloway.

dalloway disse...

Eu sempre disse que a Cristina tinha raizes francesas, basta olhar para a sua foto do twitter e ver traços de Simone Signoret.

Não trabalhe muito porque faz mal aos neuronios

Cristina disse...

dalloway

eu tento, mas cada vez sou mais eu e os "miudos" . os mais velhos começam dramaticamente a desaparecer, logo, ao contrario do que seria de esperar, as coisas tornam-se mais pesadas.

beijos

Cristina disse...

fado

é horrivel o que vou dizer mas, torna-se tão banal que já nem dou por isso. só fica o cansaço.

Fado Alexandrino disse...

torna-se tão banal que já nem dou por isso

"eles" dão.