05 agosto 2009

É hoje!

Data e hora de ligação à Internet, endereço de IP, nome e endereço do utilizador ou subscritor do serviço, localização de aparelhos móveis – são apenas alguns dos dados que, a partir de amanhã(hoje), os operadores de telecomunicações passam a ter de guardar durante um ano, para o caso de um juiz requerer a informação. De fora desta medida fica todo o conteúdo das comunicações, cuja retenção continua a ser proibida.(...)
Os dados sobre chamadas telefónicas, de redes fixas e móveis, bem como sobre os SMS e MMS, já eram registados anteriormente e passam também a ser abrangidos pelas novas regras.(...)
Inevitavelmente, o período em que a directiva foi discutido ao nível europeu foi marcado por protestos de grupos defensores das liberdades individuais e da privacidade. Mas, com forte pressão por parte de um Reino Unido assustado pelo atentado bombista no metro de Londres (que ocorreu a 7 de Julho de 2005), o Parlamento Europeu acabou por votar a favor da proposta.

Estas merdas começam sempre em nome da nossa segurança. É a nossa segurança que se pretende aumentar. É a nossa segurança que faz com que se instalem câmaras de vigilância que seguem criancinhas até casa. É em nome da nossa segurança que existe o ECHELON que depois serve para espionagem industrial e para controlar o Greenpeace.
Há sempre tanta gente preocupada com a nossa segurança. Tão altruístas...
Se algum deles está agora a "proteger-me" aviso que vou à casa de banho agora. Boa vigilância!

2 comentários:

dalloway disse...

O que é isso de liberdade individual e privacidade?!

Miguel disse...

O problema não é usarem estas coisas para nossa segurança. É usarem-nas para outros fins.

Pois a mim podem-me seguir para todo o lado, ver as minhas contas bancárias, o que faço em casa, no trabalho, etc.
Se isso significar que posso sair à rua, eu e a minha familia, sem a probabillidade de ser assaltado, roubado ou o que quer que seja... pois faça-se à vontade.

A liberdade individual (e até a privacidade) acabou desde o momento em que não podes andar na rua 100% seguro.

O problema, no meu ponto de vista, não é essas coisa existirem mas sim o uso para o mal que fazem delas. É fazerem leis para cortar na maquina do fiambre quem faz isso.

Enfim, um tema controverso...