22 julho 2009

ó uma blogueira de coração apertadinho...

A filha acaba de partir de férias para Vancouver (sim, do outro lado do mundo...), sozinha. Quinze aninhos de coragem, confiança e vontade de aventura. Hummpf... :/
.

e as maravilhas da tecnologia...

27 comentários:

CPrice (once) disse...

.. ai!
espera-me algo parecido.

partilhamos ? ;)

Beijinho *

CPrice (once) disse...

PS_ boa viagem para ela, muita diversão e juízo**

celso disse...

Eles ganham asas...Força.Vai ser bom:)

Beatriz,tira o dedo do nariz disse...

Já chegueeeeei!
Já estou em Amsterdão... Estou aqui à espera do avião ao pé do "passaport control"
O voo correu bem, mas foi uma seca... Não é mesmo preciso ir buscar a minha bagagem, pois não? Já tenho o bilhete, basta mostrar, certo?
Um beijinho

Beatriz,tira o dedo do nariz disse...

Já chegueeeeei!
Já estou em Amsterdão... Estou aqui à espera do avião ao pé do "passaport control"
O voo correu bem, mas foi uma seca... Não é mesmo preciso ir buscar a minha bagagem, pois não? Já tenho o bilhete, basta mostrar, certo?
Um beijinho

Cristina disse...

olá LINDA!!! xodades!!!


falamos no msn :)

francis disse...

ganda beatriz...
boa viagem.



ps: vancouver, e arredores, é lindo.

dalloway disse...

Bidu bidu bidu...

Respire fundo mamã bloqugueira.
Só custa os primeiros 15 dias :)

Beijnho na ponta do nariz

Animal disse...

ouvi dizer caquilo tá cheio de canadianos...

João Paulo Meixedo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cristina disse...

olha o JPBlair.....:)) semana passada passei em Meixedo.

catarina campos disse...

ui...mas olha, ela tá ali! beijinhos a mãe e filha. :)

Cristina disse...

epá, que stress!!! é muita angustia tantas horas lá no ar sem saber se está tudo bem. além da chatice das perguntas dos gajos da emigração à entrada do avão e à saida (para lá) que são sempre um bocado intimidantes para uma miuda...

Cristina disse...

dalloway

agora já respirei fundo. mas ainda não chegaram a casa, vamos lá ver se correu tudo bem no aeroporto. :/

dalloway disse...

É verdade, são intimidantes para uma miúda mas aguente-se ai e vai ver que tudo correu bem, não fosse a Beatriz sua filha.

Se precisar de uma bombinha ou saco de papel para ajudar a controlar a respiração é só dizer.

Imagino que esteja a ser um dia demasiado longo mas nada como tomar um chá ou algo mais forte, tipo shot e esperar mais um pouco...

Cristina disse...

pronto, ja está. Foi preciso a amiga com quem vai ficar ir buscá~la ao gabinete de imigração, acharam tudo esquisito, mas depois foi facil.

beijinho, Dalloway. obrigada por estar aí :)

dalloway disse...

Tra la la la...

Agora mamã blogueira: caminha :)

Cristina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cristina disse...

aqui só pra nós, a ultima mensagem em resposta à minha que dizia "foste uma heroina!":

Ai, pois se fui! No estrangeiro a tentar explicar ao canadiano musculado que não estava a preparar um atentado ou assim!lol!"


:)))

dalloway disse...

:))))

Cum caneco!

Pêndulo disse...

Bem, que a Beatriz tem um arzinho de terrorista ninguém nega eh eh eh.
E parece-me que não é só o arzinho...

Desinformador disse...

Been there... in Vancouver! Lovely city in the summer!!!

Eric Blair disse...

Olha, cara amiga, e eu estava lá! Estava na aldeia contígua a Meixedo.
Para a próxima telefona. Perdeste um churrasco à lá minhota debaixo de uma tangerineira.
Volto para lá e Agosto.
Vens cá acima e não dizes nada...

Cristina disse...

querido Eric Blair

lembrei-me e falei varias vezes de ti :)) mas estavamos na volta e quando se está de regresso e com muitos Kms pela frente, um gajo quer é não chegar muito tarde.

mas deixa que não ficas esquecido. na proxima :))))

Dinada disse...

Outra blogueira assim.

É não é que ao mesmo tempo estávamos as duas na mesma angústia?

Só que eu mandei 2 para Estocolmo e teve de ser com Ground Care...mas custa tanto...até aterrarem o coração fica mesmo partidinho!!

Abreijo*

Cristina disse...

podes crer Dinada

só que a minha, deixei-a às 7:10 e só aterrou à meia noite..:(. sozinha, a ter que se defender em ingles do tipos da imigração canadiana que não são pera doce, tadinha, ja estava até meio arrependida, mas pronto. eu sei que ela não se "deixa ficar" com facilidade, só se fossem muito agressivos, o que não é o caso. mesmo assim, ja la, telefonaram à senhora que a esperava até terem garantido quem se responsabilizava, e isso. é normal.

apesar de tudo correr bem, sempre ficas anguntiada por não estar lá a "falar por ela", a defende-la. ainda são 15 anos... mas olha, fê-lo bem e é uma grande experincia para conter aos amigos

Dinada disse...

Grande Beatriz...e grande mãe coragem )*