22 junho 2009

na China há divórcios?


As uniões arranjadas não são nada de novo na China mas, o curioso é que nem a morte retira ao cidadão a chance de conhecer a felicidade conjugal. Desde tempos que a memória não guarda, e até hoje, um dos locais onde a cerimónia pode efectuar-se é um pequeno templo perto de Tanjong Pagar que promete para os noivos a felicidade eterna na união dos respectivos espíritos. Famílias felizes, e tudo tranquilo. Mas, desta vez, o caso não agradou às autoridades chinesas. Um individuo cujo filho tinha morrido num acidente, pagou a quatro pessoas para que descobrissem a noiva ideal para o rapaz de modo a proporcionar-lhe a felicidade eterna (ou não...). Eles cumpriram. Descobriram uma adolescente que se havia suicidado após ter chumbado nos exames de acesso à faculdade e entenderam que esta era a noiva ideal (é aqui que temos dúvidas). Sendo assim, procederam ao desenterro da rapariga e iniciaram-se as cerimónias conorme o ritual, tendo sido então enterrados juntos.

O pai e os cumplices foram presos, mas, apesar do inevitável desgosto daqui desejamos as maiores felicidades aos noivos.

6 comentários:

mixtu disse...

impressionante...
a realidade traz-nos coisas que nem a imaginação nos faria ... imaginar...

abrazo serrano

Miguel disse...

Faço minhas as palavras do mixtu...
Mas já nada me espanta!

francis disse...

está tudo louco.

Fado Alexandrino disse...

este post fez-me modificar a minha frase favorita:

"foi encontrado o limite para a estupidez humana"

Rosa disse...

Lá se vai o "até que a morte nos separe".

Mocho Falante disse...

Bolas que coisa tão bizarra....ele há rituais estranhos

beijos