16 junho 2009

Espanha sempre à frente.


Victorio & Lucchino são dois sevilhanos cujas colecções de moda continuam a deixar-nos boquiabertos. Na Pasarela Gaudí Novias, muitos decotes, vestidos de época corte império, tocados impressionantes e muita arte, como se esperava.
A colecção levou o nome "Sueño Contigo" . Imagine-se porquê.
O estilo de Victorio y Lucchino é puramente espanhol na origem e o sabor nacionalista realçado pelos temas arrancados à cultura espanhola . A mulher de Victorio y Lucchino é calma, profunda, e sensual; é vestida para causar impacto ao ar livre, mediterrânico, carregado de luz e brilho.
O opulência reflecte-se no tipo de tecidos que Victorio y Lucchino escolhem trabalhar, veludos que reflectem a luz, lisos, verdes-oliva escuros, amarelos e laranjas, organza, cetim, e o efeito romântico e luxuoso das ondas e drapeados - referência aos trajes da região da Andaluzia.
Os motivos florais estão sempre presentes.

José Victor Rodríguez (Victorio) e José Luís Medina (Lucchino)conheceram-se em 1972, quando ambos trabalhavam no departamento de desenho da empresa Sevilhana “Disart” e logo a cumplicidade entre ambos, tanto a nível profissional como pessoal, aumentou.
Em 1978 abriram o seu próprio atelier de alta-costura e uma loja de pret-a-porter em Sierpas, Sevilha, que lhes abriu as portas para o mundo da Moda.
A dedicação ao trabalho uniu-os, a cumplicidade tornou-se evidente, ao ponto de se apaixonarem um pelo outro. A história de amor tornou-se pública por opção de ambos. Em 15 de Março de 2007, na localidade sevilhana Carmona, José Victor Rodríguez e José Luís Medina uniram-se pelo matrimónio, numa cerimónia civil.
Quando questionados sobre o segredo do sucesso, os criadores são peremptórios: “O segredo está em sermos coerentes connosco e muito autênticos”.
São considerados pelos críticos como os maiores representantes e principais referências da moda espanhola no mundo.

5 comentários:

Top Less disse...

Sem dúvida, arte!

Anónimo disse...

Ainda bem que é arte. Se minha noiva entrasse assim na igreja parecendo um lustre ou abajour eu sairia correndo ou daria um tiro na pobre coitada pelo tremendo mau gosto.
Tipo de coisa que só quando se é famoso se pode fazer. Não fossem eles meio famosinhos passariam por ridículos e são vestidos do tipo que voce tem que mostrar quanto pagou para que valham alguma coisa.
São arte? penduresse na parede mas não cubram o lindo corpo feminino com eles!!
E aproveitando - Abaixo o acordo ortográfico!!!

Brancaleone disse...

Sermpre marco errado.
É BRANCALEONE e não anônimo!!!

Pêndulo disse...

Porque é que estes gajos vêm sempre aos pares? Dolce e Gabana, aqueles portugueses que não me lembro. Porque não há trios?

Esterilização Obrigatória disse...

Vem ver no nosso Blogue, a entrevista com a Alexandra do Bazar do Ronrons, e sabe a realidade dos gatos em Lisboa.
http://esterilizacao-o.blogspot.com/