08 junho 2009

é...a vingança é uma coisa feia....


PHNOM PENH, Camboja (Reuters) - O ex-dirigente do regime cambojano do Khmer Vermelho disse a um tribunal cambojano que filhos de detidos da prisão S-21 foram assassinados para que não procurassem vingar os seus pais anos depois.
Kaing Guek Eav, o Duch, primeiro de cinco dirigentes a serem julgados pelas atrocidades do regime (1975-79) que matou 1,7 milhão de cambojanos, disse aceitar a responsabilidade pela morte das crianças.
"Quando as crianças chegavam ao centro, eu dava ordens para as matar, porque temíamos que essas crianças se vingassem", "Eu tive de implementar a política do Partido Comunista", disse Duch, de 66 anos, ao tribunal.
Durante a audiência de hoje, segunda-feira, o promotor cambojano perguntou a Duch quem ordenava que os guardas matassem bebés atirando-os contra árvores. "Eu não ordenei tal crime, mas acredito que camaradas meus o fizeram", respondeu o réu.
.
a espécie humana nunca falha...

2 comentários:

francis disse...

pode ser que o correio da manhã também lançe uns fasciculos desta guerra...ou o circulo dos leitores...ou alguém...

Fado Alexandrino disse...

A minha frase favorita "não há limites para a estupidez humana" todos os dias leva um selo de garantia.