20 maio 2009

Nasceu a 20 de Maio (1799). Honoré de Balzac.


Não podia passar este dia sem deixar aqui a minha homenagem ao homem que reabilitou as mulheres com mais de trinta anos como ícones do erotismo e da sexualidade. Balzac. O escritor que considerou as mulheres de trinta como estando no auge da sua vida sexual, conhecendo como ninguém a arte de seduzir e encantar. Balzac, que além de esperto -aumentou muuito o leque de escolha-, prestou um imenso serviço às mulheres, ao duplicar-lhes a idade do amor, já que até aí todas as namoradas de romance tinham vinte anos. Ele prolongou este estado de enamoramento até os trinta, quarenta anos, idade em que considerava que a mulher podia viver a sua vida amorosa em todo o seu esplendor e com franco ganho em relação às mais novas.

Balzac foi ainda o primeiro a falar da incompatibilidade de casais e a construir o primeiro grande retrato da mulher mal casada, mal amada, incompreendida, que não encontrou no casamento a realização dos seus sonhos e que, consciente da razão do seu sofrimento, se revolta contra a instituição imperfeita do matrimonio onde permanecia prisioneira dos seus deveres e destinada a carregar a cruz das suas obrigações sociais e legais.

A mulher passou a exigir mais.

A mulher passou a achar que tem direito a mais e melhor.

Se agora a mulher se sente livre para amar qualquer que seja a idade, deve-o, em parte, a Honoré de Balzac.

Longa vida para ele, entre nós.

7 comentários:

Anónimo disse...

" O bom marido nunca deve ser o primeiro a adormecer à noite, nem o último a acordar de manhã."

"É mais fácil ser-se amante que marido, pela simples razão de que ´é mais difícil ter espírito todos os dias do que dizer coisas bonitas de vez em quando."

Balzac

A idade da experiência. Felicitações a todas as balzaquianas!

Pedro C.

anderson disse...

muito bom

Anónimo disse...

Ora pois!
Viva Balzac. Cá dos meus 48 anos (mas com corpinho de 47...) admiro e muito a minha balzaquiana com 40 anos e duas filhotas - tem uma outra de 47 mas vou poupá-los desta face sórdida da minha vida...
Os anos não lhes pesam e quando o fazem são compensados por digamos assim - artimanhas - que em muito melhoram os exercícios de alcova...

Brancaleone - Abaixo o acordo ortográfico. disse...

Anônimo é os escamabu!!!
Sou eu, o Brancaleone - sempre marco a opção errada - E quero que todos saibam que eu cá na colônia ASSINEI o manifesto contra o acordo ortopornográfico!!!

Anónimo disse...

Há mulheres que deviam estar em pianhas de altar, isto é, beatificadas em vida, pois são umas santas.
Mas só as santas boas, que têm uma alma sempre aberta ao bem que me fazem, terão o caminho da minha santidade.

once disse...

:)) gostei .. * e mais? escrevia acompanhado de inúmeras chávenas de café .. sem dúvida alguém que me entenderia .. ;)

Fado Alexandrino disse...

Parece que foi o Oscar Wilde que escreveu" a mulher custa imenso a chegar aos quarenta e depois nunca mais sai de lá".

Parabéns a vocês todas dos 18 aos (ponha aqui a sua idade)