22 abril 2009

o céu ataca de novo.



O Instituto de Meteorologia alertou para os níveis de raios ultravioleta (UV) esperados para esta Quarta-Feira em Lisboa, Penhas Douradas, Funchal e Ponta Delgada, que estão a ser «Muito Altos».
Sines, Viana do Castelo, Santa Cruz, Faro, Évora, Coimbra e Bragança são os locais onde o índice será «Alto».
AMANHÃ- QUINTA
Esperam-se níveis "Muito Altos" em Faro, Évora, Sines, Lisboa, Penhas Douras e Funchal
Níveis "Altos" em Bragança, Coimbra, V.Castelo, P.Delgada
SEXTA-FEIRA
Níveis "Muito Altos" só no Funchal
"Altos" em Bragança, Coimbra, Évora, Lisboa, P. Delgada e Sines
Este período entre as 12h00 e as 15h00 será o mais crítico, motivo pelo qual se aconselha a utilização de óculos de sol. Nota: as crianças não devem ser expostas.
.
Está demonstrado que a depleção de ozono induzida pelo homem ao longo do tempo conduziu a aumentos significativos na radiação UV nas regiões povoadas. Os raios ultravioletas são perigosos porque os seus efeitos são cumulativos. Além de cancro de pele, a exposição prolongada pode causar lesões oculares, como cataratas. Por exemplo, um estudo do investigador Richard McKenzie, do National Institute of Water and Atmospheric Research da Nova Zelândia, mostrou que que uma redução em 1% no ozono conduz a aumento de 3% em alguns tipos de cancro de pele.
Só a título de informação para medidas futuras, caso contrário não interessa saber estes resultados, a avaliação dos níveis de R-UV nos grandes centros urbanos e turísticos é uma contribuição fundamental da meteorologia para justificar a implementação de uma política pública para o controle da taxa incidência de cancro de pele no País. Exemplos dessa prática em outros países culminaram no desenvolvimento de campanhas que apresentaram bons resultados Exemplos:
As escolas australianas exigem o uso de bonés e protectores solares durante os períodos de recreio e durante o verão os horários de lazer são alterados para períodos de menor insolação. Áreas públicas de lazer, como piscinas e parques, tiveram um aumento significativo de
locais sombreadas. Campanhas publicitárias são divulgadas na publicidade da TV e rádio. E, como uma das contribuições mais importantes, o governo da Austrália retirou os impostos aos protectores solares.
Incontestável, é a necessidade da realização de campanhas mais eficientes e objectivas para promover a diminuição do número de casos de cancro de pele. Para isso, é necessário o apoio dos meios de comunicação como jornais, rádio e TV, de modo que os métodos de prevenção se tornem populares tal como já ocorre em países com políticas públicas de sucesso. Fatos não faltam para justificar essas medidas.
.
.

4 comentários:

Rosa disse...

E continuamos (quase) todos a comportarmo-nos como se nada fosse.

francis disse...

Mas isso é em países a sério...a malta vive no 3º mundo.

Desinformador disse...

Gafas Oakley! Têm mt pinta, e protecção máxima!

www.oakley.com!

Passe a pub...

Anónimo disse...

Eu controlo bem os UV e o Ozono, já os fatos me complicam o sistema!

Tino