01 março 2009

eu twito, tu twitas...



Inscrevi-me no Twitter em Janeiro de 2007 (2 anos!) quando Giuseppe Granieri de quem já aqui falei muitas vezes a propósito do "Geração Blog" (um dos maiores especialistas italianos de comunicações e cultura digital que desde há muitos anos escreve regularmente sobre tecnologia e sociedade na Internet Pro, Internet News e Il Sole 24 Ore - @lfa.) , me colocou no msn o link com a seguinte informação: não serve para nada, mas é engraçado.

Registei-me mas, de facto, achei que não servia para grande coisa e pouco mais vezes lá entrei. Agora, é o que se vê, parece que toooda a gente descobriu que existe um twitter e todos ao mesmo tempo. Por isso, achei interessante deixar aqui um vídeo de Evan Willians, criador do Twitter, que explica o seu espectacular crescimento e os diferentes usos da ferramenta no TED.

Além do vídeo, o melhor artigo que encontrei sobre o assunto, está Aqui. começa assim:

Pra começar você entra no site, cria uma conta e diz o que você está fazendo no momento. Pra ficar mais interessante é legal seguir seus amigos (entrando na página deles e clicando em follow). Cada vez que você adiciona um amigo você começa a receber as mensagens deles. Quando você envia uma mensagem, todo mundo que te segue recebe a sua mensagem. Para enviar uma mensagem especificamente para uma pessoa coloque @usuariodapessoa no começo da sua mensagem. Esta também é uma forma de forçar/faciliar alguém a ler sua mensagem, pois se ele não te segue ele não lerá o que você escreve. As mensagens desse tipo aparecem numa pasta em separado chamada Replies. Mais detalhes de configuração você encontra nesse artigo do G1.A facilidade de acessar o twitter de qualquer lugar faz com que a maioria dos acontecimentos seja anunciada primeiro no twitter e o fato de usar mensagens curtas faz com que isso seja transmitido e retransmitido rapidamente. O terremoto em São Paulo por exemplo foi notificado às 21:02 no twitter, a notícia mais antiga que encontrei foi da Abril, às 21:53. E pra quem reclama de detalhes é só acompanhar o que todas as pessoas escreveram (e continuam escrevendo) sobre o assunto: terremotosp. Mas isso não resumo o twitter, ele tem muitas funções úteis, vou tentar descrever a maioria delas.

continua

Sem comentários: