27 fevereiro 2009

Não sei se eu já disse, provavelmente já disse um trilhão de vezes, mas digo outra vez:

eu AMO música brasileira.

De todos os estilos, sons e instrumentos; a riqueza não tem fim. O samba, então, é um mundo. Isto explica porque fiquei maravilhada a ouvir Marcelo Tas, do Blog do Tas, no Carnaval de Sampas (S.Paulo) a entrevistar Oswaldinho da Cuíca em frente à Escola da Samba Vai-Vai. A conversa resvala naturalmente para os vários tipos de Samba, que Oswaldinho deixa literalmente escorrer por entre os dedos.

Termina, espantem-se, em Led Zeppelin. Cuicado, como é óbvio. Valeu.

Sem comentários: