01 dezembro 2008

Ser do Norte

Ser do Norte, como eu, é achar que o juiz que disse "É que, desde que respondeu com insultos à proprietária do veículo, passou a "actuar com grave abuso de autoridade" não conhece, e devia conhecer, o meio social da região onde isto se passou. Mais um burocrata da justiça. Discordam? Também não são de cá, eu ouço disto todos os dias.

Chegados à unidade hospitalar, estacionaram em local não autorizado. Aí, um polícia disse à filha para retirar a viatura do local. Mas esta negou-se a fazê-lo, dizendo-lhe: "F[…] Vem agora este. Se quer autuar, autue; eu daqui não tiro o carro".

Perante esta resposta, de acordo com a acusação do Ministério Público, o agente da PSP insultou-a de imediato: "Ah sua grande f[…] d[…] p[…] … sua vaca… eu mato-te".

De seguida, foi o pai quem se dirigiu ao polícia. Disse-lhe que "respeitava a farda, caso contrário partia-lhe a cara, pois apesar da idade não tinha medo dele". A discussão prosseguiu com o polícia a gritar ao reformado: "Ah seu f[…] d[…] p[…] velho careca… O que é que tu queres! Queres bater-me!" E o reformado berra-lhe: "Vai mas é trabalhar. Vai-te f[…] Vocês são todos a mesma m[…]… f… d… p… atrás dos ladrões não vão eles".

Chegadas as coisas a este ponto, o agente da PSP resolveu deter António, que reagiu fisicamente para não ser agarrado, levando o polícia a chamar reforços.


Agora mais a sério: nesta história toda o único que vai ser julgado é o polícia? Seja culpa das leis ou da sua aplicação, o facto é que temos cada vez mais a sensação de que a justiça é cada vez menos justa. E quando isso acontece é inevitável que se recorra a outros meios, coisa que, como é bem sabido, gera imensas injustiças.

PS: Cristina, acerta as cores que eu tentei e não consegui

3 comentários:

Fado Alexandrino disse...

Ele que apresente o guarda Abel como testemunha que se safa e ainda leva um louvor.

Cristina disse...

pá, dificil comentar. nem imagino o que seja um policia, cá em baixo, dirigir-se assim a alguem....

ps-que cores? está bem assim...

Eduardo Lara Alves disse...

Que actualidade! Dá gosto ser do Norte :)