10 dezembro 2008

Há 60 aons, aprovava-se um sonho.




DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS DO HOMEM
Aprovada pela Assembleia Geral da ONU
10 de Dezembro de 1948

Artigo 1 °
Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para os outros em espírito de fraternidade.
Artigo 2 °
Todos os seres humanos podem invocar os direitos e as liberdades proclamados na presente Declaração, sem distinção alguma, nomeadamente, de raça, de cor, de sexo, de língua, de religião, de opinião política ou outra, de origem nacional ou social, de fortuna, de nascimento, ou de qualquer outra situação.
Além disso, não será feita nenhuma distinção fundada no estatuto político, jurídico ou internacional do país ou do território independente, sob tutela ou sujeito a alguma limitação de soberania.

.
Bastam os dois primeiros artigos, de 30, para nos entristecermos ao confirmar que não passou, provavelmente nunca passará, disso mesmo: um sonho.

2 comentários:

Ka disse...

Também fiz post no bdk e precisamente na mesma linha. Basta o 1º artigo para vermos que esta declaração não passa do papel.

Beijinho

Álex disse...

há que continuar a sonhar e a trabalhar para que os sonhos se realizem; pensar globlamente, actuar localmente - não vamos desanimar meninas! nem é época, nem feitio, de certeza ; )