12 novembro 2008

ދިވެހިރާއްޖޭގެ ޖުމުހޫރިއްޔ...We Have THE Solution



Ora, o que pode fazer o presidente recém-eleito de um pequeno país com fama garantida pelas belas praias, algumas das mais belas do mundo, quando vê o seu já parco território ser engolido lentamente pelo oceano? Acontece o seguinte:
Mohamed Nasheed, o primeiro presidente das Ilhas Maldivas eleito democraticamente, tomou posse nesta terça-feira, começando por avisar o povo, coitado, que a subida do nível do mar ameaça inundar o pequeno arquipélago no meio do Oceano Índico. Ou seja, daquinada está sem país para presidenciar.....Sendo assim, depois de muito pensar e reunidos os conselheiros, o Homem decidiu que quer mudar o país de local. O plano é começar a reservar uma parte da generosa receita proporcionada pelo turismo para criar um fundo destinado à compra de terras.“Não podemos fazer nada para deter por nossa conta, a mudança climática, por isso precisamos de comprar terras noutro lugar. É uma apólice de seguro antevendo o pior futuro possível”, afirmou ao Guardian.

As Ilhas Maldivas são o país mais baixo do mundo, com apenas um metro ou menos acima do nível do mar. A ONU prevê que, com o efeito estufa, o nível do mar possa aumentar até 58 centímetros até o fim do século. .....(:/)
Nasheed espera levar o povo das Ilhas Maldivas para alguma região com clima, cultura e tradições gastronómicas semelhantes aos do arquipélago......link
.
Ora....nós temos uma pequena ilha com clima igualmente tropical, temperado, muito agradável onde não terão dificuldade em implantar as prestigiadas tradições turísticas. Não consta que seja atreita a catástrofes naturais excepto no que respeita à classe política. Esta, extremamente maligna com tendência a metastizar carece de intervenção agressiva e imediata. Pelo incómodo pedimos desculpa, com a promessa de uma atençãozinha....

3 comentários:

Animal disse...

tamém podiam contratar a mota-engil do coelho prós gajos irem lá levantar aquela merda dois ou três metros pá... uns pilares, meia duzia de retroescavadoras a trazer areia da praia, uns sacos de cimento e subia-se a ilha à altura do 1º andar e até podiam deixar uns vazios por baixo pra terem piscinas cobertas. que faltinha de imaginação cumcarago...

dalloway disse...

Algo me diz que o Animal é arquitecto.

Animal disse...

tá quente, mas num é bem iço... é mais dar aulas a estudantes de arquitectura e doutros ofícios correlativos