17 novembro 2008

Ora...para quê mais comentarios se o João Tunes já escreveu o melhor?

Quando César das Neves diz que o sexo não é “elemento volúvel e discutível” e “ao sabor da opinião momentânea”, defende o quê (e longe de mim perguntar-lhe o que pratica e a consorte suporta)? Uma actividade sexual programada num plano quinquenal de ginástica sexual traçado na paróquia mais próxima?

1 comentário:

Hipatia disse...

O problema de alguns abençoados com tempo de antena é que só sabem mesmo dar uma (às vezes duas) de letra e têm o grande problema de nunca ninguém lhes ter inventado um viagra para a imaginação. E é por isso que debitam despautérios que nos fazem rir durante três minutos e, depois, viram para o lado e ressonam encarquilhados.