19 outubro 2008

não, não choraremos por si...


E mais um.
O general Colin Powell, antigo secretário de Estado na administração Bush, assumidamente republicano, defende a eleição de Barack Obama à cadeira do poder na sala oval. Além de afirmar que "Ele possui tanto estilo como substância. Ele reúne os critérios necessários para ser bom presidente, um presidente excepcional. É uma figura transformacional. Faz parte de uma nova geração no palco americano", portanto além dos elogios, critica duramente McCain pela escolha de uma pessoa tão despreparada como Palin. Aliás, olha-se prá mulhar e n.i.n.g.u.é.m acredita.
Ficou a saber-se também que, em Setembro, Obama bateu o recorde na recolha de fundos num só mês. Arrecadou 150 milhões de dólares.
Força Obama!, até ao último segundo, até ao último cêntimo.
Boas notícias hoje: perguntado pela rede Fox News sobre a possibilidade de uma derrota, McCain terá dito que não sentirá "pena de si mesmo" se for derrotado. "Não se sintam tristes por John McCain, e John McCain se concentrará em não sentir pena de si mesmo".
.
Mas cuidado. Obama sabe, e disse-o, o partido é perito em estragar coisas garantidas. Como diz um amigo meu, "nunca se pergunta se o inimigo está morto, pergunta-se se está morto e enterrado".

3 comentários:

Animal disse...

num foi este sinhôr que apresentou aquelas "provas irrefutáveis" das armas de destruição massiva na ONU pra justificar a invasão do Iraque?

fónix... se eu fosse o obama acho que dispensava apoios destes...

Cristina disse...

pois o extraordinario é isso: até ele....

conclui-se que o "casalinho" deve ser mesmo muuuito mau!

Fado Alexandrino disse...

Arrecadou 150 milhões de dólares.

Como é que ele os irá retribuir oops! atribuir.