11 outubro 2008

entretanto, deixem a Brigitte Bardot saber disso…


Um bar na cidade de Utsunomiya, no Japão, tem como atracão principal, os seus garçons: dois macacos. Ágeis e prestáveis, os macacos Yat-chan e Fuku-chan servem bebidas e toalhas quentes para que os clientes limpem as mãos. A remuneração, é barata e eficaz: feijões de soja.
O dono do bar Kayabuki, Kaoru Otsuka, diz que Yat-chan aprendeu enquanto o via a trabalhar no restaurante. Os macacos revezam-se nas tarefas e cada um trabalha no máximo duas horas por dia, o permitido por lei. hã??... "o permitdo por lei"? e picarão o ponto?

2 comentários:

Eric Blair disse...

nada de mais; há muito disso por cá (a única diferença é que trabalham mais de 2 horas por dia).

e-ko disse...

ó pá, já não chegavam os robôs para atirar os humanos para o desemprego e para o rendimento mínimo... concorrência desleal!