25 setembro 2008

entrementes, do outro lado....Obama com hipótese de arrumar o jogo.


o comentário da Leila do stuck in sac

McCain se saiu com um factóide bombástico: ele pararia totalmente com a campanha amanhã - e convocou Obama a fazer o mesmo - enquanto o Congresso e o Governo não resolverem a negociação sobre as medidas para combater a crise financeira. Mais do que isso, McCain quer suspender o aguardadíssimo, primeiro debate entre os candidatos a presidência, marcado para sexta-feira. A manobra de McCain gerou o maior bafafá na mídia americana, com a maioria criticando, mas outros defendendo, a posição do republicano, que pegou o campo de Obama de surpresa. Não há dúvida que a campanha de McCain veio com essa proposta de adiar o debate porque ele está em queda nas pesquisas e ele está tentando interromper o "momentum" do adversário. Afinal, apesar de Obama até agora não ter brilhado nos debates das primárias, ele tem mais chances de fazer bonito na TV do que McCain, que ultimamente tem parecido meio confuso e com dificuldade em sair do script decorado de campanha.
(...)
No final da tarde, veio a resposta de Obama ao desafio: "Nessa hora o debate é mais importante do que nunca, porque o eleitor precisa saber sobre os candidatos que, daqui a 40 dias, podem ser a pessoa escolhida para resolver essa crise." Além disso, ele comentou, com um riso maroto, que um presidente precisa ser capaz de lidar com mais de um problema de cada vez. "Nós dois temos aviões de campanha e podemos viajar de Washington a Mississipi (local do debate) bem rápido".
(...)
A CNN disse há pouco que a estratégia da campanha McCain é adiar o debate até 2 de Outubro (a data que seria o debate entre os candidatos a vice, Sarah Palin e Joe Biden, e em consequência este seria adiado também). Eles parecem estar em pânico porque a Sarah a cada entrevista que dá mostra a sua falta de substância. Ontem, os assessores da campanha McCain/Palin proibiram repórteres de assistirem as visitas da governadora do Alaska com os líderes internacionais na ONU (uma photo-op para dar a impressão que a candidata tem um miligrama de experiência em assuntos de política externa). Hoje, ela finalmente aparece na CBS falando com Katie Couric. Foi
constrangedor.

Sem comentários: