10 agosto 2008

Requintes de malvadez

Finalmente, com mais de um ano de atraso, vai iniciar-se o processo de atribuir novos saberes aos funcionários públicos já dispensados por estarem em excesso. A ideia é aproveitá-los onde fazem falta. Não vou discutir a questão pois ela é complexa e não há "virgens impolutas" nem "mãos limpas" em algum dos lados desta questão: governo e sindicatos, governantes e trabalhadores. Diria mesmo que o que há mais é sujidade, daquela bem encardida. Mas adiante...
Estava aqui a ver a notícia e fiquei a saber que lhes vai ser dada formação em várias áreas: "São essencialmente quatro domínios: a informática na óptica do utilizador; a gestão de recursos humanos; a contabilidade digráfica (patrimonial); e o Plano Oficial de Contabilidade Pública (POCP).".

Digam-me cá uma coisa, oferecer cursos de Gestão de Recursos Humanos a gajos que foram dispensados não é humor negro do piorzinho ?

2 comentários:

RESSACA ® disse...

Pedindo antecipadas desculpas pela “invasão” e alguma usurpação de espaço, gostaríamos de deixar o convite para uma visita a este Espaço que irá agitar as águas da Passividade Portuguesa...

e-ko disse...

deve ser para insentivar a criação de empresa própria... é preciso pensar em todas as possibilidades!