12 agosto 2008

"pais empurram o filho de 11 anos para a morte ", não seria um bom titulo?

Os familiares da criança atingida, na segunda-feira, por um disparo da GNR, na sequência de um assalto em Loures vão processar a GNR ou o militar responsável pelo disparo mortal por homicídio. [tsf]

E ministério público, vai instaurar alguma queixa crime de homicídio por negligência aos pais? É que os paizinhos que agora choram a morte do filho, são os mesmos que levaram o querido filhinho de 11 anos para um assalto e quando apanhados não pararam à ordem da polícia, sujeitando-o a uma perseguição policial que obviamente poderia acabar em tiroteio, balas perdidas e mortes. Ou achavam que a policia não faria o seu trabalho?? Pois o problema, é que eu penso que os bandidos neste país acreditam que a policia está proibida de actuar e de fazer o seu trabalho....deve ser de verem tanto telejornal e de lerem tantas noticias...

E sem ironias, espero mesmo que o Estado actue com mão pesada em relação a estes notáveis cidadãos..

13 comentários:

Fado Alexandrino disse...

Estamos num momento em que temos à nossa frente dois caminhos.
Um, onde as pessoas de bem podem continuar a andar, levar os seus filhos a passear e os jovens namorar e outro onde temos que estar constantemente a olhar para os lados a ver se não está ninguém com ar de que nos vai assaltar no momento seguinte.

Ora, na minha opinião, a sociedade tem o dever de dar um claro sinal de aviso a estes marginais, para que apenas um dos caminhos continue a existir
Se uma pessoa de onze anos é levada pelos pais para um assalto das duas uma:

Ou os pais têm a ideia de que são impunes ou então acham que de pequenino é que se torce o pepino.
Em qualquer dos casos não têm nada que se lamentar, nem, aliás, há nada a lamentar.
Peço desculpa se choco algumas mentes mais sensíveis

Francis disse...

Muito bem Miss Dra.

Cristina disse...

Fado

nem mais. os pais têm a ideia de que são impunes e acham que de pequenino é que se torce o pepino.

Cristina disse...

francis

é engraçado que almocei com o Miguel Pinto (o do livro) que está habituado ao contrario, ou seja à defesa da policia até ás ultimas consequencias e , convenhamos, alem do razoável, dizia-me ele: vocês aqui são engraçados. a noticia é: "policia matou uma criança de 11 anos", quem ouvir, ha-de pensar que um menino andava no parque a brincar e de repente, veio um policia, apontou-lhe a arma à cabeça e matou-o. os vossos orgão de comunicação não defendem a actuação contra bandidos porquê??


pois é....e eu fiquei sem resposta.

JMC disse...

Pois para mim os pais da 'criança?', teriam de levar os tais vinte e tal anos de prisão, mas por homicidio voluntário, acho que minguem os obrigou a levar o puto.

JMC

Francis disse...

Queres melhor Cristina ?
Toma lá.

"Arguidos do assalto em Loures saem em liberdade
O tio e o pai da criança que ontem foi morta pela GNR na sequência de um assalto, foram ouvidos em tribunal e libertados."

Expresso On Line.
http://clix.expresso.pt/gen.pl?p=stories&op=view&fokey=ex.stories/389197

rms disse...

É, parece que muito pouca gente se lembra desse "detalhe", e o comentário que relata sobre o que lhe disse o Miguel Pinto é cruelmente verdadeiro.

Lamento profundamente a morte da criança e a sorte do militar que o matou, que, seja qual for o desfecho do processo, dificilmente conseguirá retomar a sua vida normal depois de matar uma criança.

Animal disse...

e o miranda já se pronunciou?

Pêndulo disse...

Claro que pronunciou, aqui, mas a música é sempre a mesma. Se tivessem sido seguranças de uma empresa privada a disparar já era aceitável.
Diz a Cristina, e bem, que devia acontecer algo aqueles pais. Eu digo mais, devia acontecer algo aos restantes filhos daqueles pais pois eles não possuem as condições necessárias para educar crianças.

Desinformador disse...

A minha alma está parva!

Aposto que até torresmos, minis, geleira e cadeiras levaram, para assistir ao assalto! Tal qual como se estivessem num 'piquepique' de Domingo!

Este país continua a parecer a toca da Alice...

dalloway disse...

Sim, seria um bom titulo... acompanhado por um post inconveniente por ser tão real.
A pergunta de Miguel Pinto é...caustica!

sem-se-ver disse...

subscrevo

Cristina disse...

dalloway

é um tipo com quem se aprende muito. ele e os outros cubanos que trabalham la no hosp...
estou a convence-lo a fazer um blog. até é possivel que eu propia o faça, como ja fiz para outros amigos :))) aposto que leitores não vao faltar :)