31 agosto 2008

a estrela da companhia de McCainn, ou a Bree Van de Kamp da vida real.






A propósito de um post do Pedro Correia sobre a candidata a vice-presidente escolida por John McCain , Sarah Palin, aqui ficam as características da senhora que, dizem ter sido escolhida para captar o eleitorado feminino....

Comecemos por aqui: as críticas de McCainn à inexperiência do rival Obama ameaçam agora voltar-se contra ele, face à inexperiência em termos de politica nacional e quase anonimato de Palin. Como sublinha o analista, Alan Lichtman, "o lado negativo de Sara Palin é que é totalmente desconhecida. As pessoas vão perguntar-se Sara quê? Até hoje esteve ausente da cena política nacional".... No Alasca, no entanto, é uma espécie de dama de ferro: a sua política económica nos vários cargos que ocupou, valeram-lhe o apelido de “Sarah Barracuda”.

É conhecida por ser dura contra a corrupção, tendo liderado uma investigação sobre a conduta ética de políticos republicanos enquanto trabalhava na Comissão de Conservação do Petróleo e Gás do Alasca, em 2003. Palin focou o seu governo em políticas para uso de recursos energéticos e naturais, principal riqueza do Alasca.

Ela ficou conhecida, durante a breve passagem pelo governo, por apoiar a exploração da reserva nacional Wildlife Refuge, uma posição a qual McCain se opõe. Entretanto, está actualmente sob investigação do parlamentares do Alasca por causa da demissão de um comissário de segurança do Estado. É acusada de o ter afastado por este não ter demitido um policia envolvido no divórcio da irmã.
Tem 44 anos, é mãe de 5 filhos, deu à luz ao seu quinto filho em Abril. A criança é portadora da síndrome de Down. É uma feroz opositora ao aborto em qualquer circunstância. É radicalmente contra o casamento gay.
Diz que gosta de gosta de basketball, de hockey, mas também de óculos e sapatos de grandes estilistas. Passa-tempo favorito, a caça.
Em 1984 foi coroada a Miss Wasilla e chegou a disputar o concurso de Miss Alasca.
Formou-se na Universidade de Idaho em 1987, tendo estudado jornalismo e ciência política.
Faz parte da National Rifle Association, organização que defende o direito dos americanos a transportarem armas.
Apresentou-se dizendo que "há um único candidato que verdadeiramente lutou" pelos EUA, uma referência aos anos em que McCain lutou na Guerra do Vietnam. "McCain defendeu a sua posição a favor da guerra nos momentos mais duros. Como mãe de um destes soldados, este é o tipo de homem que quero como comandante-em-chefe" . Refere-se a um dos filhos que brevemente irá para o Iraque.
Diz-se, também, uma “hockey mom”: uma dessas mães de subúrbio que levam as crianças de tarde para o treino de hockey e vão torcer pela prole no domingo – depois da igreja, claro. Ahh, Sarah é fervorosa evangélica e a favor do ensino do criacionismo nas escolas públicas. Ela acha que as crianças devem recusar a teoria da evolução e aprender a criação do mundo de acordo com a Bíblia. globo
É esta a estrela da companhia escolhida por McCainn, ao que parece, por dois motivos principais: por representar a ala mais conservadora do partido, que vê com receio algumas posições do senador, e para captar votos femininos, especialmente os das órfãs de Hillary Clinton . Pobres votos, pobres órfãs.... serão tão tolas que troquem os princípios do Partido Democrata, diametralmente opostos aos do Partido Republicano, pelo simples desejo de ter uma mulher num dos cargos mais altos do país??? Não sei, em se tratando de americanos....temos um rambo e uma ex-miss, mais que provável ex-cheerleader e agora uma mãe de família conservadora que se recusa a admitir que a sua prole descenda do macaco e ai de quem disser o contrário..... portanto... um rambo e uma “hockey mom”. Há coisa mais americana que isto?
.
referencias euronwes, folhaonline, globo-online

21 comentários:

Carlos Duarte disse...

Cara Cristina,

Antes de mais, uma declaração de interesse. Fiquei bastante satisfeito com a escolha da Palin como "Vice" do McCain e teria - caso eu fosse americano - o meu voto.

Agora, aos factos:

O seu post contém uma quantidade razoável de desinformação e dados errados que foram introduzidos pela imprensa. Se o foram com intenção, não me compete julgar.

"As pessoas vão perguntar-se Sara quê? Até hoje esteve ausente da cena política nacional".... No Alasca, no entanto, é uma espécie de dama de ferro: a sua política económica nos vários cargos que ocupou, valeram-lhe o apelido de “Sarah Barracuda”."

Este é ligeiro. A alcunha vem do tempo em que jogava basquete na equipa da escola (secundária) e não por causa da política económica.

"É conhecida por ser dura contra a corrupção, tendo liderado uma investigação sobre a conduta ética de políticos republicanos enquanto trabalhava na Comissão de Conservação do Petróleo e Gás do Alasca, em 2003. Palin focou o seu governo em políticas para uso de recursos energéticos e naturais, principal riqueza do Alasca.
Ela ficou conhecida, durante a breve passagem pelo governo, por apoiar a exploração da reserva nacional Wildlife Refuge, uma posição a qual McCain se opõe."

Correcto, apesar da escrita poder ser tendenciosa. É verdade que apoia a exploração da reserva petrolífera do Alasca, mas focou o seu governo mais na extracção de benefícios da exploração dos recursos naturais. Até ter tomado posse, as petrolíferas "recebiam" uma parte desproporcional dos lucros da extracção do petróleo (que "pagavam" com envelopes debaixo da mesa aos responsáveis estaduais) e ela renegociou os contratos, obtendo uma maior percentagem dos lucros de extracção do petróleo.

"Entretanto, está actualmente sob investigação do parlamentares do Alasca por causa da demissão de um comissário de segurança do Estado. É acusada de o ter afastado por este não ter demitido um policia envolvido no divórcio da irmã."

Podia estar para aqui a escrever, mas o artigo da Wikipedia é melhor referência:

http://en.wikipedia.org/wiki/Alaska_Public_Safety_Commissioner_dismissal

"É radicalmente contra o casamento gay."

Foi pena o "radicalmente".

Do site "www.gay.com":

"She brings a strong anti-abortion stance to the ticket and opposes gay marriage -- constitutionally banned in Alaska before her time -- but exercised a veto that essentially granted benefits to gay state employees and their partners."

Ou seja, ela opõe-se ao casamento "formal" mas apoia a concessão de benefícios sociais (pensões, reformas, direitos de visita, heranças) idênticos a casais homossexuais e heterossexuais. Não me parece "radical"...

"Ahh, Sarah é fervorosa evangélica e a favor do ensino do criacionismo nas escolas públicas. Ela acha que as crianças devem recusar a teoria da evolução e aprender a criação do mundo de acordo com a Bíblia. "

Esta é mentira duma ponta à outra.

Ela NÃO é a favor do ensino do creacionismo nas escolas (é, aliás, contra a sua introdução nos curricula por achar desnecessário e disse mais que uma vez que não iria apoiar qualquer medida nesse sentido). A "ideia" de que era a favor do creacionismo veio de uma intervenção num debate televiso, em que ela disse, e cito:

"Teach both. You know, don't be afraid of information. Healthy debate is so important, and it's so valuable in our schools. I am a proponent of teaching both."

No dia seguinte veio novamente a público clarificar a afirmação:

"In an interview Thursday, Palin said she meant only to say that discussion of alternative views should be allowed to arise in Alaska classrooms:

“I don’t think there should be a prohibition against debate if it comes up in class. It doesn’t have to be part of the curriculum.”

She added that, if elected, she would not push the state Board of Education to add such creation-based alternatives to the state’s required curriculum.

Members of the state school board, which sets minimum requirements, are appointed by the governor and confirmed by the Legislature.

“I won’t have religion as a litmus test, or anybody’s personal opinion on evolution or creationism,” Palin said."

(Fonte: Anchorage Daily News)

Já agora, ela NÃO é "uma fervorosa evangélica". Ela é non-denominational (ou post-denominational, como agora se tende a dizer), i.e., não é afiliada com nenhuma igreja ou movimento em particular. A formação é evangélica (pentecostal), mas do ramo "moderado" e internacionalista (ver "Assemblies of God") e não com o "ramo" baptista ou neo-pentecostal (i.e. IURD, Igreja Maná).

Fado Alexandrino disse...

chegou a disputar o concurso de Miss Alasca

Ficou em segundo lugar, a primeira devia ser uma mistura de Nicole Kidman com a Michelle Pfeiffer, só pode!

O marido é campeão de snowmobil, o filho mais velho parte estes dias para o Iraque e pilotam o hidro particular.

Nem é preciso dizer, tem o meu voto!

Cristina disse...

Carlos Duarte

portanto, é basicamente verdade mas em modo light :))

Carlos, é bem possivel, e até provavel, que a escrita seja tendenciosa, abomino este tipo de mulher: porque me cheiar sempre a falso, a perigo. tipo defende direitos dos homossexuais, mas casar nem pensar. não defende o criacionismo( designa a concepção segundo a qual Deus criou o Mundo do nada)e defende que seja ensinado nas escolas? isto eu só entendo num contexto de "curiosidades" das varias religiões.

depois é radicalmente contra o aborto (espero que aqui esteja bem..) mas defende que os americanos andem armados....que raio de defeza da vida é esta?? não se podem matar em embrião mas podem-se matar em adultos. ou seja, deixam-se nascer e depois, se a sociedade não os souber encaminhar no sentido de não serem bandidos há toda a legitimidade para matar. apostaria que é a favor da pena de morte, como uma grande parte dos opositores do aborto com quem falo.

em resumo, e concedendo nas imprecisões, é um pacote que abomino. a sério, detesto gente com estas caracteristicas, que parece que não parte um prato mas são profundamente intolerantes sob uma capa de dona de casa exemplar, mãe exemplar,mulher exemplar, vizinha exemplar, cidadã exemplar, beleza exemplar, trabalhadora exemplar.
Não é por acaso que há uma personagem que se chama Bree Van de Kamp....sério, acho quase intolerável este boneco aplicado à vida real.. aliás, fujo a sete pés...

beijos

Cristina disse...

ahh...esqueci-me, também faz parte do pacote aquele orgulho ridiculo em ter um filho que defenderá os u.n.i.t.e.d s.t.a.t.e.s of a.m.e.r.i.c.a seja qual for o motivo e a justeza da guerra, e o orgulho em ser vice de um Homem que defendeu t.h.e u.n.i.t.e.d s.t.a.t.e.s of a.m.e.r.i.c.a...alguem a ouviu discutir os motivos validos para andar por esse mundo a matar gente???
de certeza que se o filho morrer, os u.n.i.t.e.d s.t.a.t.e.s of a.m.e.r.i.c.a hão-de ter um bom motivo.

será um fetiche por fardas?

Seu_Misha disse...

portanto é uma parva de todo o tamanho... mas isso não é de estranhar vindo dos united states das americas

Carlos Duarte disse...

Cara Cristina,

Como lhe disse noutra discussão que tivemos há uns tempos sobre outros assuntos, não discuto "gostos" ou impressões pessoais, pois as mesmas não são discutíveis.

A mim, o perfil da senhora agrada-me (com algumas excepções, como ser a favor da pena de morte e defender a posse de armas e já agora gostar de caçar, que não gosto) e acho-o coerente e não falso (ao contrário do que a Cristina acha).

Só queria sublinhar mais uma vez que ela NÃO defende que se ensine o creacionismo mas sim que o mesmo possa ser discutido na sala de aula... o que eu concordo plenamente.

Num país como nos EUA, em que uma grande minoria acredita no creacionismo, é completamente errado fazer "à francesa" e ensinar mas não discutir. Esse tipo de atitudes é que têm tendência a gerar intolerância.

Quanto ao casamento gay, não podia concordar mais com ela. Sou 100% a favor de civil partnerships, mas completamente oposto à ideia de "casamento", que não passa de uma usurpação de um termo (com toda a carga histórica e cultural que o mesmo tem) para a auto-promoção de uma minoria.

Tem tanto "lógica" como em Portugal chamar Doutor a qualquer careta com canudo... por é bonito.

Cristina disse...

Carlos

pois...como basicamente discordamos nos assuntos focados, portanto ficamos pelo impasse :)

eu detesto este tipo de "cabeças", que, na minha opinião são tudo menos coerentes.por exemplo, defendem a vida numas coisas, noutras são autenticos carrascos e acham que matar é perfeitamente aceitavel...são o tipo de pessoas que vivem a condenar os outros passando uma imagem de si proprias de "ser perfeito e admiravel", são os chamados faróis da humanidade... como ja disse, fujo enquanto é tempo :))

Cristina disse...

seu misha

long time no seeee....seja bem vindo!

Cristina disse...

fado

se puderes casa-te com ela :))) é o tipo de mulher que só lhe falta uma coisa, portanto, que é que ela poderia desejar mais que um portugues ?? :)))

Cristina disse...

Carlos Duarte

no publico de hoje
"A filha de 17 anos da candidata republicana a vice-presidente dos Estados Unidos, Sarah Palin, está grávida, anunciou hoje oficialmente a família.

O anúncio, segundo a Reuters, vem a público no dia em que blogues liberais norte-americanos terem dito que Sarah teria fingido estar grávida do seu último filho, agora com sete meses, para encobrir uma gravidez da filha.

Sarah Palin e o marido, Todd, anunciam, no site da candidatura republicana à Casa Branca, que a filha, Bristol, de 17 anos, está grávida de cinco meses e que tem intenção de ter o bebé e de casar com o pai da criança."

porque raio me terei lembrado hoje de manhã da Bree Van de Kamp?????


lá está....estas familias são todos iguaizinhas, nunca falha.

Pêndulo disse...

Não esqueças que Bree é uma personagem inventada e não real.
O que me irrita são as personagens reais. Também eu conheço algumas. Recordo uma, catequista, um arauto e pronto acusador. Aliás recebi um dia um telefonema para ele. A pessoa não sabia o nome e chamou-lhe, para fácil identificação, "o sacristão". Tão cheio de máximas e virtudes morais ele era e no entanto...deixa-me calar mas tu sabes do que falo...
Também ele teve uma filha grávida aos 16 ou 17. Deve ser o castigo divino para estes casos.

Anónimo disse...

Volta Hillary a Doutora perdoa-te ;-)))))

abraço

intruso

mar disse...

castigo divino? um ateu acredita nisso?
E para quem não é ateu o q é o castigo divino?

Qt ao assunto em questão, não serão apenas mais "xaxadas à americana" ? E ha q os conhecer "in loco", para melhor os entender... digo eu

E posto isto bom trabalho :)

Anónimo disse...

Cristina, você não é mais que uma “kaffir lover”. Coitadinha....

Anónimo disse...

"....... beleza exemplar ...."

Huuuuummmmmm!!! Parece-me que aqui é que está o busilis

Anónimo disse...

".... não se podem matar em embrião mas podem-se matar em adultos."

É o simétrico da autora deste blog. Pode-se matar em embrião, não se pode matar em adulto. Logo se é a favor de se matar em embrião, é contra a pena de morte.

Cristina disse...

anónimo

você tem nome, ou é filho de pai incógnito?? é que isso ja explica alguma coisa...tenha alguma dignidade e assuma a sua opinião que é exactamente o que eu faço. e sim, pode-se matar o embrião, ja que não o considero uma pessoa. além de muitas outras considerações que nem me vou dar ao incomodo de escrever para um cobarde..

Anónimo disse...

A mulherzinha tem pelo na venta. Para uma cota de 45 já devia estar mais serena. Falta de alguma coisa!? Problemas mal resolvidos!? Vá-se lá a saber!

Sou filho de pai conhecido e mãe incógnita.

Pode chamar-me Anacleto. Acho que é nome bonito.

A minha dignidade e as minhas opiniões são para a família, os amigos e outros por quem tenho consideração.

Sendo cobarde não espero que se dê ao incómodo de escrever aqui ao Anacleto. Ou não resiste e escreve!?

PS: Atenção à escrita. Depois de um ponto vem letra maiúscula. Será ignorância ou preguiça de carregar no "shift"?

Anacleto ao seu dispor

Cristina disse...

Anacleto loooooooooooooooooooooool claro, bem escolhido.

os 45 anos deram-me uma coisa fantastica: saber o que vale a pena e a liberdade de mandar dar uma curva quando acho que o interlocutor não vale 2 segundos de atenção. de qualquer modo,quando dou uma opinião, assino. toda a gente sabe quem sou, o que faço e onde me encontrar. é claro que é demais esperar o mesmo de cobardezecos metidos a engraçados....

enfim, nem mais um segundinho de atenção. estes ja os pode considerar um privilégio, um dadiva. agradeça aos céus.. :)

Anónimo disse...

A sério que não valho 2 segundos de atenção? Não me parece!

Achei curioso escrever a interjeição "loooooooooooooooooooooool". Pensava que fosse coisa de putos e teenagers e não de pós-balzaquianas. Será sintoma de dificuldades em lidar com o avançar do tempo? Mas então esse avançar do tempo não dá coisas fantásticas?

Por circunstâncias da vida e pelos vistos ao contrário de todos os outros, não sei quem é, o que faz e onde a encontrar. Mas isso também não é importante. Não é verdade!?

Obrigado pelo privilégio e pela dádiva concedida. Não é aos céus que tenho de agradecer, é a si. Bem-haja.

Anacleto um seu criado


PS: Cuidado com os acentos em certas palavras. Lá está, o “shift”!

Anónimo disse...

Pá, 0 Frontline dá resultado! O meu cão ficou livre delas num instante...

Tino.