16 agosto 2008

epá, desculpem lá...


mas esta é demais! Já penso nesta merda desde que o Berros (Luis Filipe Barros) do Rock em Stock ía pôr música às discotecas e se achava a única coisa que importava na sala. Era extraordinário como o gajo conseguia estragar o bom trabalho que até fazia...
.
Divirtam-se com o Besugo . Começa assim...
Aqueles tipos que põem música nas discotecas e danceterias chamam-se várias coisas, de Zed Pointer a Bermuda Gin, passando por Jahmal Laevolac. Eventualmente.Não sei os nomes deles, sei que são uma caganeira. E que, se formassem um sindicato, seria o sindicato dos D.J. Isto lê-se "didjei".Eu não sabia, mas aprendi hoje: nunca se pede a um "didjei" para pôr uma música qualquer que nos apeteça ouvir. Um "didjei" é um "criativo", não admite intromissões na sua arte de criar misturas do que os outros já fizeram.Um "didjei" põe aquilo que lhe dá na telha, é um artista do "mix", da miscelânea, do "e o resto que se foda". O "didjei" é uma importante inutilidade. Um "reformatador". Um "re-marceneiro" tosco de madeirame alheio.Eu não sabia.Pensava que os tipos não tinham essa importância toda, que eram uma espécie de indigentes que se colocavam a botar música porque, desde sempre, desde os bailaricos de liceu, havia sempre aqueles tipos que ficavam de serviço ao gira-discos, porque as gajas não queriam dançar com eles e, já agora, em lugar de irem beber cervejas e emborrachar-se (e, depois, virem estorvar), tornavam-se úteis.Mas estes têm mais importância. Pelos vistos. continua

3 comentários:

canadian stock market disse...

when will you go online?

Anónimo disse...

Olha que engraçado! Eu já esbarrei com pessoas assim, DJs, vendedores de automóveis... e também médicos!

Cá pra mim deve ter-se passado qquer coisa rececentemente...

Se quiser, dou-lhe umas dicas e vái ver que dá um baile a esse "malandro" que lhe deu inspiração para o post:)

Tino.

Anónimo disse...

Pois só agora li a "raiva" do Besugo! Coitado, algum "Didjei" deve ter-lhe roubado a namorada ou ignoraram-lhe um pedido musical...

É verdade que os DJs são +/- assim!
Não vou contradizer o Besugo mas alto e pára o balho! Eu andei nessas lides durante mais de 10anos e vi de tudo...Fazem uma ideia do que "gozei"?!!

Amigos, com uma multidão à frente, sedenta de diversão e o "Besugo" num patamar ligeiramente acima, a controlar o som, a musica, conseguindo um "fidibequi" daqueles que ao cortar a musica o pessoal já canta em coro e a seguir, sem mistura corrida, entra a musica que a namorada pediu e toda a malta salta em bloco, como é que o besugo se sentiria?!

O Luis F. Barros, foi uma referencia para mim com o R S, nas discotecas era uma seca! Geralmente os DJs que partem da rádio para as discotecas são assim! Ao contrario, foi muito bom!...

Um abraço pros Besugos, dum dj que passava as musicas que lhe pediam sobretudo se o pedido era feito pelas namoradas...

Tino.