21 julho 2008

Ó Cristina

Eu estive à espera que fizesses um post sobre o assunto mas demoras e eu estou aqui com uma dúvida lancinante e tu és a pessoa indicada para ma tirar.
O curso de Medicina é de difícil acesso, só bons alunos entram. Já há muitos anos é assim, no teu tempo era assim.
Desculpa a pergunta de carácter pessoal e familiar mas estive a ler isto:
(...)
Vivia-se a revolução sexual, com a pílula contraceptiva transformando os costumes. (...)
A sociedade ocidental, no meio da prosperidade, debate-se com terríveis problemas, da sida ao insucesso escolar e à decadência populacional, que advêm desta suposta revolução sexual.


E agora a pergunta: Tens um maninho ou maninha uns dezassete ou dezoito anos mais novo? É que parece que ajuda a entrar em Medicina.
E as freiras que são alegadamente esposas do Senhor, o Espírito Santo não lhes faz um filho? É que eu moro junto a um convento de freiras e até fiquei com receio de dar os meus passeios a pé à noite se elas lêem o Diário de Notícias

4 comentários:

Animal disse...

"...significa reconhecer-se não árbitros das fontes da vida humana, mas tão-somente administradores dos desígnios estabelecidos pelo Criador"

pá, estou furibundo e mesmo encanitado! atão sou administrador dum desígnio do Criador e não recebo um salário condizente com a dignidade e complexidade da tarefa?? hã? ai o camandro.... acho que vou já telefonar ao meu advogado...

não se faz, obrigar um gajo a administrar desígnios sem remuneração... e a pagar contas gordas inda por cima.... não se faz...

Cristina disse...

da sida ao insucesso escolar e à decadência populacional, que advêm desta suposta revolução sexual....


pois claro, toda a gente sabe que estudar e foder ao mesmo tempo, é impossivel! como é que este país ha-de ir pra frente com tanto fodilhão revolucionário?

olha o exemplo do animal, um rapaz com um futuro tão promissor....

Animal disse...

pois é... tanta fornicação e dei nisto pá...

Anónimo disse...

essa de um maninho ou maniha mais novos uns 17 ou 18 anos ajudar a entrar em medicina não percebi!?...se calhar tenho as pilhas fracas...

Tino.