30 junho 2008

ainda sobre a paella mecanica,


olhando para as noticias sobre a final e sobre a equipe espanhola, a verdade é que a Espanha salvou o futebol. O futebol total, bonito, alegre, dinâmico, em hipnótica e constante troca de passes, de pé em pé, até à vitória. Foi realmente um cala-a-boca histórico no pragmatismo. A Espanha salvou-nos por um triz, pela segunda vez este campeonato(depois da Italia), de títulos como a «Europa decreta a morte ao futebol-arte». Ou «O pragmatismo é o caminho para a vitória nos campeonatos europeus». Ou, simplesmente, «O bom futebol morreu».

Devemos-lhes, portanto, isso. Viva a Espanha.

5 comentários:

Animal disse...

só marcha com uns pimientos de padrón (unos picam y os otros non)

Desinformador disse...

pero pasa, que ellos, los españoles aún no se creen que han ganado... hoy en mi oficina los españoles estaban sin ideas para comemorar esto triunfo... hacia 50 años que no ganaban nada... y hoy ya dicen que sólo vuelven a ganar otra en 50 años!

Y viva el niño Torres caray!

Cristina disse...

podes crer! foi preciso o Villa não jogar para o homem poder mostrar o que vale. valeu a pena :)

os espanhois não estão habituados a comemorar e nem sei se se ineteressam muito pela selecção. pelo menos os que trabalham perto de mim, não ligam pevas...

Cristina disse...

animal

bem bons, os petiscos espanhois...tamem é só o que sabem fazer. é estranho, eu tenho muitas colegas espanholas, ja fui a casa de algumas, e só fazem tapas e petiscos. coisas de "picar". pratos a serio népias..

dalloway disse...

Estive em Málaga de sexta à noite até segunda-feira de manhã e não faltaram... festejos...antes e depois do jogo!
E mais...no domingo vesti a camisola da selecção espanhola e só não aterrei em Lisboa com ela vestida porque transpirei tanto e estava tanto calor que acho que não me deixariam entrar no avião....

Essas suas colegas espanholas não percebem nada de agricultura...