22 maio 2008

As plantas, o Dengue e as Borras de Café


Desfrutando calmamente o pequeno almoço nesta linda manhã de Inverno e olhando o meu "projecto de jardim" (mas já com algumas plantas bonitinhas), lembrei-me de uma coisa: borras de café.
Sempre ouvi dizer que as borras de café fazem bem às plantas, será verdade? É.
A borra de café é uma excelente fonte de nitrogénio (azoto) e pode ser utilizada directamente em volta das plantas, principalmente vegetais de crescimento rápido. Também se pode misturar na terra dos canteiros ou dos vasos novos.
Para conseguirmos um líquido fertilizante, basta diluir umas 100-150 gramas de borra em dez litros de água. Em alternativa, pode-se compostar, o que vai adicionar nitrogénio à pilha. Mas a borra nem sequer precisa de ser diluída em água para ser usada. Pode ser colocada diretamente nos vasos, por exemplo, já que a água que escorre depois de regar as plantas vai diluí-la.
Como se não bastasse, certas pragas não gostam de café (cafeína para ser exacto), entre elas os caracóis e lesmas. Uma solução muito concentrada de cafeína — 1 a 2%, mata 60% ou 95% dos caracóis e lesmas respectivamente (um café expresso tem cerca de 0,1% de cafeína). A borra não mata, mas actua como repelente. A borra de café é bastante ácida, dependendo do seu tipo de solo, pode ter que contrariar esta questão, por exemplo com cinza, folhas ou serrim.
Portanto...A borra de café, que é produzida quase todos os dias em praticamente todas as casas tem custo zero e o único trabalho que dá é colocá-la nas plantas, inclusivamente espalhando aleatoriamente sobre o solo do jardim e quintal. [Inf.QuintaSargaçal]
Brasil, Dengue e café.
A borra de café está a ser neste momento largamente usada e recomendada no combate ao Dengue. Porquê? Descobriu-se que produz um efeito que bloqueia a postura e inibe o desenvolvimento das larvas do mosquito Aedes Aegypti.
Em laboratório, pesquisadoras observaram o desenvolvimento de ovos, larvas e pupas do mosquito em diferentes concentrações de cafeína e borra de café. Os ovos chegaram a atingir a fase larval, mas pararam de se desenvolver e na maioria dos casos a larva morreu. O mesmo foi verificado nos testes feitos em campo, ao ar livre. As biólogas concluíram que quatro colheres de borra de café diluídas em um copo d'água bastam para inibir o desenvolvimento das larvas do mosquito em 100% dos casos.
Segundo Hermione Bicudo, a borra de café pode substituir o larvicida químico granulado Abate, um organofosforado de uso doméstico que, além de matar as plantas, pode causar intoxicações. "A borra de café, ao contrário, não causa danos e ainda serve como adubo. Outra vantagem do larvicida natural é o baixo custo -Ciência Hoje

8 comentários:

Animal disse...

ser de baixo custo é que é má notícia prós gajos da Bayer e da Monsanto... logo agora que os gajos iam começar a vender pacotinhos de borra a 500$ a unidade, vens tu pôr a boca no trombone e estragas tudo... vê-se logo que num tens acções dos gajos....

tch.

immortal disse...

as formigas tb não gostam de café, do cheiro, um pouquinho de ´pó de café nos sitios onde elas não sao desejadas e tcharam...comigo resultou

Desinformador disse...

Nitro??? Isso soa-me a plantas tunning...

Lola disse...

Cristina mais linda

Bem lembrado.

Já vi porque é que tens as flores tão bonitas.

Beijinhos e bom fim de semana.

Cristina disse...

animal

nem, acções nem jeito pró negócio...outro qualquer já tinha uma chafarica de borra de café montada :))

Cristina disse...

immortal

bem me parecia que o café era um grande invento :))

Cristina disse...

lolita bonita

hei-de-ter, hei-de ter!!

e tu, tens muitas flores/plantas, ou só plantas gatos??

:)))

Francis disse...

estás em grande expansão de conhecimentos pá...
e voltaste com o dedo quente...isto é que tem sido postar.