01 abril 2008

noticia pouco recomendada a portadores de maus figados.







Numa entrevista no talk-show do apresentador David Letterman, Moore, 45 anos, contou a sua experiência em relação a um tratamento "relaxante" como parte de um programa de desintoxicação realizado na Áustria. Tratamento esse, que consiste no uso de sanguessugas que, obviamente fascinadas com o "avanço da terapêutica", sugam alegremente o sangue da vitima, supondo-se que, assim, contribuem para retirar as toxinas do organismo...... Atente-se bem na descrição: Moore disse que experimentou o tratamento "na casa de uma mulher, deitada na sua cama". "A sanguessuga arrasta-se até ao umbigo e você sente-a a morder. Depois você relaxa e trabalha a sua respiração Lamaze (um tipo de técnica respiratória), só relaxa." "Você vê ela chupar o seu sangue, e depois de ter bebido tudo, simplesmente sai rolando, como se estivesse embriagada."

Demi diz ainda, que adorou ter recebido as "enzimas desintoxicantes" das sanguessugas, e que planeia realizar outros tratamentos no futuro. É bom dizer que, quando fala em "enzimas desintoxicantes", Demi está a falar na substancia anticoagulante que todos os animais que chupam sangue produzem para que o sangue flua na vitima e assim o possam sugar com facilidade........e ela diz que isso é bom.....e as sanguessugas nem se fala.....

BBC

Adenda

A sanguessuga produz na saliva quatro tipos de substâncias: Hirudina, um potente anticoagulante. Um vasodilatador semelhante à histamina, que promove a dilatação e aumento no fluxo dos vasos sanguíneos no local da mordedura. hialuronidase, um anti cicatrizante que serviria para manter o fluxo de sangue durante a mordida. anestésico local . As sanguessugas medicinais Hirudo medicinalis são anelídeos que sugando o sangue de mamíferos em quantidade 10 vezes superior ao seu próprio volume, foram utilizadas na medicina oriental e mesmo na medicina ocidental pelo efeito de sangria. Os Egípcios, os Gregos e os romanos praticaram as sangrias com sanguessugas. No início do século XIX o comércio de sanguessugas constituía uma actividade bastante lucrativa, sobretudo na Europa. Os hospitais Franceses, somente em 1824, despenderam meio milhão de francos na aquisição de sanguessugas para uso nos doentes. Broussais, professor de Patologia Geral em Paris, tornou-se campeão no emprego de sanguessugas, chegando a aplicar centenas de sanguessugas por dia no mesmo paciente. Até as hemorróidas eram tratadas pelas sanguessugas aplicadas localmente.....ora, qual é o fundamento desta modernice da reutilização do bicho? acredita-se que em zonas de má perfusão sanguínea, a sua acção sugadora e o anticoagulante possa reactivar a circulação. Aceitável? Na minha opinião existem 100 medicamentos capazes de fazer exactamente o mesmo mas, para mentes permeáveis ao exotismo deve fazer a diferença...

8 comentários:

Animal disse...

Eu sinto isso quando estou a preencher o IRS... só a sensação de relax é que nunca cheguei a sentir.

só coisas que matormentam

Mãe Galinha disse...

Que nojooooooooooooo!!

Fado Alexandrino disse...

você sente-a a morder. Depois você relaxa
I know that feeling :))

Cristina disse...

fado

looooooooooooooooooool, parabéns!! :DD

Cristina disse...

mãe galinha

nem imagino o que deve estar a sentir.....:))

Cristina disse...

animal

não ficas mais aliviado depois?? eu fico e muito. na carteira...

Ka disse...

ó Cristina,

Tu hoje vais lançadita em notícias asquerosas...lol

Bjs

Cristina disse...

é pra desanuviar...loooool