10 março 2008

Poque é que não gostam da Hillary (parte XXIII)


o Andrew Sullivan (um dos bloggers ícone da direita) escreve no circunspecto (Sunday) Times um artigo sobre o filme de horror sem fim que é a família Clinton. que está muito em linha com a perspectiva que é defendida neste blog sobre o assunto. Sugere, o Sullivan, que os Clinton gostam de levar a coisa ao extremo do risco e de nos martirizar com os infindáveis detalhes públicos da sordidez da sua vidinha. A Cristina, há tempos, sugeria mais simplesmente que a Hillary era uma cabra calculista que sacrificava tudo por um lugarzinho ao sol. (O sol, como sabem, é aquele semanário dirigido pelo arquitecto que nunca daria prendas e coisas em plástico para aumentar as vendas e que agora dá de borla o semanário a quem for ver um filme)
Entre nós, sem tanto panache, o Menezes abriu as portas a uma série de coisas inomináveis, numa espécie de Pandora ao contrário. Pandora que é amiga do personagem habitual das segundas feiras o César, mas que eu não vou citar apesar de hoje ter escrito mais um artigo apocaliptíco no Diário de Notícias. Tudo boas razões para o cavalheiro metaforicamente sentado na cadeira do post anterior se sentir tranquilo e confortável sabendo que pode ficar no poder até, pelo menos, 2076. E com isto tudo chegamos ao ponto importante. A Bimby faz sopa.

9 comentários:

Desinformador disse...

Isto dos Clintos faz-me lembrar um série emblemática do cinema americano... que começa muito bem com a Jamie Lee Curtis como actriz principal... mas depois foi o descalabro...

...o que vale é que a Bimby também faz Ketchup!

Cristina disse...

epá, depois do ultimo Cesar fiquei um bocado deprimida. não sei se arrisco...

Piotr Kropotkine disse...

o Cesar hoje fogelhe a chinela prá demagogia baratuxa..... não é tanto a caridade cristã.....

Cristina disse...

belheque...vou lá assim a medo, mas acho que levo um xanax na mão.


btw, bem vindo a esta humilde casinha :))

dalloway disse...

O cerne da coisa está na produção literária da Bimby que ainda por cima é gratuita!
Qual sol qual quê!

e-ko disse...

ó Tininha! não queres um post com instruções para a utilização da Bimby para cavalheiros ? é assim como fazer um manual do word para louras e muito burras!!!!

Cristina disse...

e-ko

eu acho que estás enganada...é que os cavalheiros que eu sei que têm bimby, usam-na. ja as senhoras...

Piotr Kropotkine disse...

pegue em tres peitos de galinha corte em quatro bocados cada ... faça um esturgido com azeite qb duas cebolas e meta um frasco de polpa de tomate com cogumelos ponha a carne a alourar em lume alto durante breves minutos depois meta em lume mºedio durante quinze minutos ...amande lá pra dentro meio frasco de pure de maçã e deixe mais tres minutos....

noutra frigideira com outro esturgido (sem a polpa de tomate) faça uma fritada de legumes .... cebola, cenoura, alho francês, courgette, pepino, pimento verde e pimento vermelho, acelgas (se for época), couve rocha, couve belga, tudo cortado em pedacinhos piquininos... junte no fim cogumelos previamente fritos (escorridos da água que libertam para o azeite) e deixe fritar em lume brando cerca de quinze minutos no fim misture creme freche

beba uns copos de tinot enquanto faz isto tudo e marimbeçe prá Bimby.,...

e-ko disse...

olha, olha... eu também me marimbo pás Bimbys... não tenho nenhuma e também gosto de cozinhar com um bom copo de tintol ao lado... agora os cogumelos, os brancos, ditos de Paris, não se fritam, salteiam-se até desaparecer a água que libertam enquanto cozem, temperam-se com sal e pimenta e, ficam muito melhores, se se espremer meio limão um pouco antes de terminar a operação...

experimentem e vão ver o resultado! e marimbem-se para a tal de Bimby que nem é capaz de espremer um limão!