08 fevereiro 2008

como se definem os "bons costumes" e como se colocam sob a forma de lei?


Partidos e associações civis espanholas consideraram hoje xenófoba e racista a proposta de um «contrato de integração» avançada pelo Partido Popular (PP) no seu programa político para as eleições de Março próximo em Espanha.
O presidente do PP Mariano Rajoy garantiu que se estivesse no governo expulsaria os imigrantes que cometam delitos e que simplificaria os procedimentos administrativos para agilizar as repatriações. Explicou que o contrato obriga todos os imigrantes que queiram um visto de residência superior a um ano a «cumprir a lei, aprender a língua e respeitar os costumes» espanhóis. As medidas apontam para um reforço das expulsões de imigrantes ilegais e para mudanças no processo de reunião familiar. "regresar a su país si durante un tiempo no logra encontrar empleo", "nunca habrá más regularizaciones masivas" , foram algumas das frases proferidas.
No meio da polémica, Miguel Arias Cañete deputado do grupo popular, defende o "contrato" e acrescenta várias pérolas desde "ya no hay camareros como los de antes" al que le encargues una larga comanda y sea capaz de memorizarla", a "los trabajadores extranjeros cuando llegan a España se "acostumbran" a que la sanidad es gratuita y "colapsan" las urgencias.
As reacções às sucessivas afirmações foram explosivas, variadas e vindas de todos os lados: desde a ironia, com o Presidente da Federação de Associações de Imigrantes Romenos Miguel Stefanescu a perguntar se a assimilação dos costumes espanhóis devem incluir a adesão a los toros, al mus o a la siesta, até à resposta oficial do Chefe do Governo Zapatero classificando como grave a afirmação de Cañete. E pediu desculpas.
.
las "últimas ocurrencias" del presidente nacional del PP, Mariano Rajoy, y el dirigente conservador Miguel Arias Cañete, se deben a que durante los últimos cuatro años "no han hecho los deberes".
Hay que tener "ideas rancias, excluyentes, discriminatorias e incompatibles con la Constitución" para decir lo que ha afirmado Arias Cañete.
"Desde aquí y en nombre de todos los españoles, quiero pedir disculpas a todas las trabajadoras inmigrantes, sean de donde sean, por la ofensa discriminatoria que ha hecho el dirigente del PP". Disse Zapatero, criticando duramente um contrato escrito de conduta social e laboral e afirmando que os imigrantes devem limitar as suas obrigações ao cumprimento da lei. Disse mais:
"Les parece bien que los inmigrantes hagan trabajos duros pero les parece mal que puedan hacerse una mamografía".
O ministro do Interior, Alfredo Pérez Rubalcaba, manifestou também o seu repúdio: "Toda la propuesta tiene un tufo a xenofobia"
.
Um assunto a seguir nos próximos dias. E cada vez gosto mais deste Zapatero.
.
el pais - curiosidade: a noticial não vem na Home Page, mas na secção "Espanha".

20 comentários:

Álex disse...

reaccionários são reaccionários em todo o mundo! cambada...
o tema da imigração é complicado em toda a Europa e em Espanha à beira de eleições é mais um tema à flor da pele...

Francis disse...

é assim em espanha é assim em todo o mundo, os extremistas de direita aproveitam-se deste tipo de questões para angriar votos aproveitando-se da insatisfação social. atenção que este discurso tem resultados, ainda que, e ainda bem, limitados no tempo.

ps : que grande musica...

Desinformador disse...

e eu que ainda estou 'ilegal'! nao tenho a tal tarjeta de residencia, e também nao tenho pressas!
Quando à minha integração... já conheço bons restaurantes em Madrid, discotecas e bares... já conheço bastante gente por aqui... desde espanhóis, franceses, cubanos, venezuelanos, colombianos, brasileiros, marroquinos... curiosamente, nao conheço romenos... talvez pensem que qualquer saída para copos, ou jantares são uma tourada...

Desinformador disse...

e quando me fartar, sou o primeiro a ir embora... afinal de contas estou a 600 km de casa!

esqueci-me deste pequeno P.S.

Mocho Falante disse...

Olé, aqui está un hombre con los cojones en su devido logar...

besos

MariaTuché disse...

O Mocho Falante disse pouco mas disse tudo...

Besitos e bom fim de semana a todos :)

Já agora eu estou a pensar seriamente sair daqui um tempo para ir trabalhar num país não europeu, vamos ver o que me espera.

Cristina disse...

alex

e a coisa está a pegar fogo...

Cristina disse...

francis

vamos ver se não acontece como na américa, à conta das propostas de controle da imigração dos varios candidatos, têm os fazendeiros a gritar que precisam dos imigrantes para trabalhar. e os imigrantes a fazer manifestações e a ameaçar os americanos tipo "vejam lá no que se metem..."

Cristina disse...

desi

acho esquisito que aqui ninguem fala do assunto...porque será? (sem ironia)

Cristina disse...

mocho

por acaso, o homem corta a direito de acordo com o que pensa ser correcto e pronto. gosto disso.

Cristina disse...

maria

ahh, grande projecto! mas se fores falas cum nóis, né??

besitos

dalloway disse...

Estou a ficar loura. Só pode!

Miguel disse...

Não vejo onde está o mal em querer acabar com a ilegalidade... mas enfim...
Hoje somos assaltados por um bando de crianças, sim, crianças, e não se passa nada. Vai-se assobiando para o lado... fazendo de conta que está tudo bem.
Uns têm de trabalhar para pagar as casas, sabe-se lá a que custo, com que dificuldades... Outros ganham casas, ou quase, pagando rendas ridiculas, e ainda acham que podem dizer que têm poucas divisões, que no barraco era melhor!
Enfim, é um mundo ao contrário. Cada vez mais os direitos estão todos do lado dos marginais e quem vive a sua vida pacatamente e de acordo com as regras que aprendemos em pequeninos deve é estar calado para não atrapalhar.
Por mim, cortava a direito... mas enfim!
Viva a ilegalidade e os direitos de quem nada contribui (para rematar em beleza!)

Haja paciência!

Pêndulo disse...

É curioso como esquerda e capitalismo selvagem se unem na "protecção" aos imigrantes.

Cristina disse...

miguel

mas....onde é que aqui entram os marginais?

e acho que sim, que se deviam acabar os direitos, nomeadamente subsidios de desemprego. verias como os portugueses começavam a disputar os trabalhos dos imigrantes. acabava-se a imigração, deixava de haver ilegais a assaltar gente por esse portugal fora, era o paraiso...:))

Cristina disse...

doll

olé :)

louras somos todas, pelo menos depois dos 40...:))

Cristina disse...

P

e se calhar pelos mesmos motivos:)

Alien8 disse...

Ou não... :)

filomeno2006 disse...

Don Quijote únicamente podía haber nacido en España......

Miguel disse...

No contexto... marginais são todos os que estão à margem da lei. Ou então era melhor não haver lei... que até é o que parece muitas vezes!