10 janeiro 2008

a importância das coisas que levam a nada



Escreve a queridissima aNa:
.
desde o início, que acho que a forma do paulo bento falar, deixava muito a desejar para alguém que quer ser líder de um grupo. depois, com os meus botões, pensava que se calhar eu estava a ser demasiado exigente, e que aquilo que não funciona comigo pode funcionar com os outros, sei lá!a forma como nos expressamos é fundamental, quando queremos fazer passar a nossa mensagem. um discurso simples, mas fluído e sem engasganços, ajuda muito. para que isso aconteça é preciso, não só termos a certeza do que queremos dizer, e não menos essencial, estarmos preparados para as questões que nos podem colocar. infelizmente, para paulo bento isso não é uma coisa importante. continuando a tradição antiga do treinador de futebol, sai tudo de improviso que assim é que a malta vê que somos genuínos. e há a quem, improvisando de momento, as coisas lhe corram bem, porque têm facilidade de raciocínio e domínio claro da língua. nenhum destes atributos paulo bento tem. logo, deveria fazer muito trabalho de casa. ensaiar muito. e, principalmente, questionar-se muito.assim, neste momento tem uma equipa à total imagem e semelhança do seu discurso - engasgada, sem objectividade, cheia de clichets e com um futebol completamente circular (andam, andam, andam e não saem do mesmo sítio).em situações de crise, o líder tem um papel fundamental no despertar do torpor. isto equivale a dizer que paulo bento no sporting só se arrisca a que tudo vá ficando cada vez pior - porque da forma como os jogadores estão em campo, é perfeitamente notória a saturação do discurso, a ausência de motivação.sei tão bem o que isso é…
.
Pois é, minha linda, do mesmo me queixo eu na minha área. São raras as pessoas que nos representam que sabem encadear meia dúzia de frases que façam sentido; ou seja, que transmitam a quem os ouve, que existe um fio condutor, uma estratégia e um objectivo pertinente. Podia bem ser por falta dele, mas não é. É porque a ninguém parece ter sido explicado que o discurso tem que ser claro, simples e objectivo, que tem que ser feito com o espírito de quem acredita e que tem que contar com a inteligência de quem pergunta. Simples.

12 comentários:

Eric Blair disse...

quem escreve assim não é gaga...

aNa disse...

eric
olhe que nem isso consigo afirmar.
por exemplo, tenho imensa dificuldade em dizer de seguida "casa senhorial". vai pensar que é um caso sem importância, mas olhe que não, é que existe um espumante tinto espectacular que se chama "casa senhorial do reguengo". se quiser perguntar por ele, estou feita ;)

cristina minha mui querida
isto não se faz! ;)
mais a sério, para além do que escrevi, faz-me confusão como é que ele, neste tempo todo, não tentou melhorar isso.
(faz-me lembrar um treinador que tive. quando chegava ao balneário a primeira coisa que dizia era "assentem-se". depois disto, quem é que conseguia levar a sério a táctica??)
beijinho e obrigada pela citação :)

aNa disse...

agora lembrei-me que também tive as minhas calinadas! :)
um dia, empolgadíssima a falar com a equipa, houve alguém que me interrompeu, e eu danadíssima da silva disse "não me respondam quando eu vos faço perguntas!". ahahahah!
na altura não me disseram nada, mas quando me apanharam fora do clube e mais bem disposta, gozaram comigo até fartar! ainda hoje o fazem.

Cristina disse...

eric

nem gaga, nem coxa das ideias :)))

Cristina disse...

looolada!!!

então é por isso que já não fazes perguntas??? tadinha pá..gente cruel! :DD

de facto não há nada mais eficaz que um improviso bem estudado.

(conheci uma pessoa que de vez em quando se passava pela casa a falar. quando lhe perguntavam do que se tratava, dizia: estou a treinar o improviso" :)))

te gusto

aNa disse...

olha, eu treinei bastante o "improviso".
quando sentia que precisava de ser extremamente assertiva, treinava bué. aproveitava os tempos que andava de carro, e falava, falava, falava... :)

Cristina disse...

:DD pois...nem mais.

Fado Alexandrino disse...

Desculpem ser do contra.
Eu gosto imenso de Paulo Bento, acho que é um jovem com futuro e sabe o que quer.
Nem todos podem ser como o Johnny Depp, segundo opiniões, a falar.
Desejo que se mantenha no cargo por muitos anos.

Cristina disse...

Fado

mas a mensagem não está a passar, pois não? é isso...

Francis disse...

este assunto a mim dói-me, por isso não comento.
apenas dizer que gosto muito do paulo bento.

Fado Alexandrino disse...

Do meu pomto de vista, que é o de quem está do lado direito da Av. General Norton de Matos no sentido do aeroporto, a mensagem está a passar lindamente.

Cristina disse...

francis

fado

eu gosto do Paulo Bento e até concordei que ele era um grande treinador, no principio da época.

mas o que a Ana diz é verdade, o facto de não se passar a mensagem certa na altura certa pode deitar tudo a perder. eu não duvido que ele saiba de futebol.