08 janeiro 2008




CNN (Clinton National Network)?

O noticiário da CNN está transformado num espaço de campanha da candidata da família Clinton. Hoje, tivemos direito a ver a lagrima da candidata, seguida de uma reportagem sobre a determinação da candidata, finalizada por uma entrevista em que a candidata explicava a lágrima furtiva e a comoção sincera. Como brinde, a CNN monstrou-nos imagens da bisavó de Obama numa palhota no Quénia; país, em que, nos lembraram ,os nativos locais estão em guerra civil, provavelmente devido à tribo de Obama que apoia o candidato da oposição. Televisões de referência são outra coisa. Cá para mim, emparedados entre a Fox e a CNN, a melhor cobertura das eleições dos EUA é da Aljazira.
.
Nuno Ramos de Almeida no Cinco Dias
.
Curiosa também, é esta notícia: EUA acusam Irão de ameaçar navios americanos. Neste contexto eleitoral, de uma postura de diálogo de Obama, é de uma conveniencia espantosa...terá vindo da CNN?

9 comentários:

Francis disse...

tu não me digas que queres o Obama ?

dalloway disse...

A CNN apoia Clinton
A Oprah apoia Obama
So what?

Quem vai à guerra dá e leva!

Francis disse...

olha, muito bem dito, dalloway.

toma.

Cristina disse...

lool

a Oprah não pretende, julgo eu, ser um órgão de comunicação social de referência: sério rigoroso e confiável. E sendo assim, a CNN só tinha que dizer claramente que vai apoiar os Clinton. pronto, assim ja toda a gente sabia ao que ía ;)

DUCA disse...

Obama é um charme de homem mas honestamente, em termos políticos não me convence. Também o Denzel Washington é um charme e não votaria nele para Presidente dos USA.

Prefiro Clinton, apesar de cada vez mais me convencer que não é desta que ganha as eleições.

E sim, é verdade, Oprah apoia Obama e não perde oportunidade de o fazer e, todos sabemos o poder, em termos de influência de opinião pública, que tem uma figura como Oprah que pode ultrapassar uma CNN, principalmente, num país onde claramente uma grande parte da população gosta é de programas familiares do estilo "A Oprah ajudou a coitadinha da menina que morria de fome e era maltratada lá no seu país, numa mulher de sucesso!".

Beijo

Beijo

DUCA disse...

Levas dois beijos que é por causa das tosses! LOL

Charlie disse...

Considerando um mero, e talvez insignificativo pormenor geográfico, consideraria ameaça se a armada Iraniana estivesse em manobras a 10 km da foz do Mississipi, que por acaso é o que acontece neste momento com os navios Americanos situados no Estreito de Ormuz nas barbas dos Iranianos.
Ou seja, se alguém se põe à minha porta, embora esteja na rua, semanas a fio de arma na mão...quem é que ameaça quem?

Luís Bugalhão disse...

ai, ai, ai, ai cris. andamos de teorias da conspiração?! atão?! qq dia ainda te apanho a fumar...

lolol

Repórter disse...

As grandes máquinas estão montadas.
Os homens do dinheiro mostram-se.
Do lado dos republicanos, o dono do canal televisivo Bloomberg, o ex mayor de New York, Mr. Giulliany.
Do lado democrata a CNN apoia incondicionalmente a senhora que talvez tenha aprendido a tocar trompete.

Obama parece estar só, mas não está.
Tem a seu lado um discurso politicamente correcto e franco.
É o homem das minorias e de algumas maiorias fartas de promessas e de disparates.
E tem Ophra que é muito mais que um apoio. É uma força televisiva em quem o eleitorado se revê. Muito.

Esperemos pela Carolina do Sul. Onde Obama e Hillary vão disputar taco a taco o sabor de uma vitória que parece, a esta distância, sorrir a Obama.