05 janeiro 2008

e que mesmo para um OGRO o amor existe :)

Explicação imperdível do Guilherme-Totalmente-sem-noção.:)
O macho é ogro por natureza. Peida, arrota, vomita, escarra, xinga e na maioria das vezes nem mesmo percebe. É quase como um comportamento essencial, sem maldade, intenção ou premeditação. Pena que a porcaria produzida pelo homem normalmente acaba confundida com falta de educação, exibicionismo ou egoísmo. Ridículo e pobre engano. Há movimentos classificados como agressivos em que o inocente sujeito só tem noção da dimensão da coisa depois que se casa ou passa a ter companhias femininas com freqüência quase que diária.
.
Até então, ele nem mesmo sabia que era capaz de provocar estranhezas na mulherada. Muitas reagem com surpresa e indignação, fazem discursos pró convívio em comunidade e bradam aos ventos a suposta grotescologia daquele que divide a cama com elas. Felizmente, acabam convencidas de que estão gastando saliva à-toa. No fim das contas, depois de muita batalha em vão, a companheira de todas as horas compreende a naturalidade da situação. Afinal, tudo faz parte de um processo de adaptação.
Logo abaixo, algumas situações do cotidiano de um ogro no aconchego do lar:
vão ler lá....

3 comentários:

Patricia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
dalloway disse...

O que me ri com algumas situações do 'cotidiano'...ao ponto de não me lembrar do que ia dizer!

Cristina disse...

dalloway

demais não é?? aquele blog é um espanto, gandas malucos...