25 dezembro 2007

Cuidado, há uma horda de insectos a rondá-lo.



os membros do Governo decidiram dar este ano ao primeiro-ministro, como presente de Natal, um cheque-viagem no valor de quatro mil euros. CM De certeza que não era um bilhete de ida válido exclusivamente em companhias soviéticas?

3 comentários:

dalloway disse...

Como estamos numa de música sempre podemos recorrer, por exemplo, a uma letra de Irving Berlin cantada por Socrates:

I was blue, just as blue as I could be
Ev'ry day was a cloudy day for me
Then good luck came a-knocking at my door
Skies were gray but they're not gray anymore
(...)

Eduardo Lara Alves disse...

Ainda podemos contribuir para aumentar o cheque? Assim para umas férias de uns 3 anos :)

Repórter disse...

E que tal pensar numa ida ... sem volta?