18 novembro 2007

action & reaction



a verdade nua e crua é esta: a campanha da selecção nacional, na caminhada para o 'euro 2008', tem estado muitos furos abaixo do seu valor intrínseco e das legítimas expectativas dos portugueses.
encaixados pela fortuna, não pelo mérito, na chave que oferecia o lote de adversários mais acessível, não só se conseguiu atirar a decisão final do apuramento para o último jogo como, ao fazê-lo, se desbaratou muito do capital de confiança dos adeptos e, facto nada despiciendo, a selecção de 'esperanças' viu-se privada de jogadores fundamentais para os seus objectivos. miguel veloso e manuel fernandes desde há muito que deveriam estar completamente engajados no esforço dos seus colegas do mesmo escalão etário.resta-nos confiar que, na próxima quarta feira, não se repita o disparate de há cinco anos, cometido na mesma cidade, no mesmo dia da semana, contra a (mesma) equipa que iremos defrontar.
.
Pois é, António, não sei o que é melhor, acabar já com o sofrimento ou deixar arrastar a doença. Sempre me fez impressão a exposição pública das entranhas, principalmente quando em razoável estado de decomposição.
Sim, é um desabafo e claro que, nos fundilhos da alma bate por vezes, ainda, um certo entusiasmo mas, por razões óbvias e ontem sobejamente escancaradas, é preferível não criar maiores expectativas..

8 comentários:

Repórter disse...

De facto, "esta selecção", não tem feito nada que dignifique o país que representa.
Desculpas? É o costume.
Lesões (pensei que eram só no Benfica!?), castigos e outros males que afectam qualquer selecção, qualquer equipa.
O mal está lá. No balneário, fora dele, onde quer que seja, o mal está instalado.
Mas é ousado, no mínimo, exigir muita coisa "desta selecção".
Há falta de classe.
Não há insubstituíveis mas também não há Rui Costa, Luís Figo e outros.
A geração de ouro do futebol lusitano está ofuscada pela imodéstia de muitos dos componentes ... "desta selecção".
E Scolari? Onde cabe Scolari, no meio de tudo isto? Esse é outro problema. Não onde cabe mas o próprio Scolari.
A instabilidade "desta selecção" começa numa ponta e acaba noutra.
Tudo farinha do mesmo saco.

Temos que viver com o que temos.
E como estamos habituados às contas que a matemática do futebol tece, haja Deus!

Falta um ponto. Resta saber se só falta um ponto ou se ainda falta um ponto.

Quarta feira à noite os portugueses dirão se somos bestas ou bestiais.

Até lá... pois. Resignemo-nos à nossa costumeira pequenez.

Helder Robalo disse...

Oh Cristina, a malta não anda com falta de memória nem nada?
Ora passa lá no Pensamentos se faz favor e depois diz-me alguma coisa!
Beijinho e boa semana!

Alien8 disse...

Infelizmente, assim é. Assim foi ontem. Uma tristeza. Porquê? Antes que haja mais desilusões (isto se passarmos à fase seguinte...), não será melhor apurar responsabilidades e corrigir o que está mal?

Ontem dei comigo a dsejar o Figo e o Rui Costa em campo... coisas!

Boa semana, Cristina.
Um beijo.

Anónimo disse...

fundilhos da alma é uma frase que fica sempre bem em qualquer texto

Cristina disse...

reporter

de facto, entre estes meninos e os da geração do Figo há uma diferença substancial...mesmo tendo o Ronaldo e outros bons, o espirito, o sentido de responsabilidade e de liderança não é igual. mas, por outro lado, são mais novos, têm menos calo, e tenho a certeza que sairão novamente daqui grandes jogadores, só que...estamos no defeso,há que dar tempo, fazer o quê? de onde não há não se pode tirar...

Cristina disse...

HR

:))) já fui lá responder;)

beijocas

Cristina disse...

anonimo

em qualquer não, só aqui.

Francis disse...

ainda bem que não vi.