26 novembro 2007




David Beckham chegou ontem, Domingo, a Sydney, acompanhado pelos Los Angeles Galaxy, a sua actual equipe. Nada disto seria notícia se Beckam não tivesse deixado inconsolável um grupo de crianças com leucemia que se juntaram à porta do hotel e entusiasticamente aguardavam para o receber. O ídolo chegou, mas o carro continuou em frente sem qualquer intenção de parar. Enquanto a estrela passou ao largo, facto largamente criticado, as crianças choravam e confessavam-se tristes. Emma Byers, uma sobrevivente de 14 anos, chorava lamentando não lhe ter podido entregar ao seu ídolo o presente que trazia, um "kangaroo toy".
Beckam, na entrevista, explicou que não as tinha visto "Never have done, never will do. I'm more than willing to meet them wherever they want and at whatever time that they want."I apologise, but like I said, I didn't actually see them."
Pode ser, é possível. No entanto, é bom que a estrela veja as imagens para que nunca mais esqueça não o rosto de tristeza, mas a alegria que lhes podia ter proporcionado. Não tem preço. Acredito que nem com meia dúzia de visitas posteriores.
Ainda assim, a mãe de Emma, limitou-se a dizer "I'd like to think he's a gentleman. I'm sure that if that's what he says, that was the case." Espantoso.

8 comentários:

Francis disse...

então, mas se o homem não viu ou ninguem do protocolo agendou, o que querias que o rapaz fizesse ?

Cristina disse...

francis

não é isso...talvez não visse, mas será que este pessoal tem noção do que isto provoca numa criança daquelas? que aqueles miudos podem não sentir uma alegria há muito muito tempo? foi disso que me lembrei...

DUCA disse...

Pois, eu quero acreditar no que ele diz porque até me pareceu sincero e mesmo incomodado.
Se o rapaz for sensível, acho que vai andar um tempo a pensar no assunto e no desgosto que deu àquelas crianças que, de facto, têm tão poucas alegrias! A vida é tão injusta, caramba!

Alien8 disse...

Bom, se não viu, não viu, caramba! Foi mau, mas não terá sido propositado. Ele remediará a situação como puder, e a desilução será certamente consolada e ultrapassada.

dalloway disse...

Não estou aqui para acreditar se ele viu ou não. O que me incomoda é ter a noção do que isto provoca nestas crianças.
É desumano!
O facto da Emma ter querido oferecer-lhe um "kangoroo toy" isto por si só transmite uma das muitas capacidades que estas crianças têm: a imensa vontade de DAR (onde muitas vezes está subjacente outra vontade que é o de não serem esquecidas)
É impressionante!

Não gostei mesmo nada de ter lido esta noticia :/

Cristina disse...

dalloway

p.r.e.c.i.s.a..m.e.n.t.e!! provavelmente não viu mesmo, o que me doeu na alma foi o momento, a desilusão e a dor que isto lhes causou. ao contrario do que diz o Alien, destas desilusões não se consolam assim...

entendeu exactamente onde eu quis chegar. e a resposta da mãe. sabe o que me lembra? os miudos que já não gritam. que estendem o braço para serem picados e olham para o chão. é uma das imagens mais chocantes de que tenho memória. e bem viva.

ou as mulheres maltratadas, tão habituadas a levar pancada que é só mais uma, e se até foi sem intenção, tudo bem.

sério, fiquei agoniada.

Repórter disse...

Quem disse que David Becham era homem de grandes causas?

Interesses, para ele, só a Vitória (e nem sempre) e o dinheiro.

Francis disse...

e o nosso Abel, parou ?